Beleza Americana - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Claquete

Foto por
Escrito por Andrey Gonçalves
Publicado em 01.11.2018, 13:47:00 Editado em 01.11.2018, 13:50:02
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

“Foi quando entendi que havia essa vida toda por trás das coisas e essa incrível força benevolente, que dizia para eu não ter medo. Às vezes eu sinto que há tanta beleza no mundo e eu não posso resistir. Meu coração parece que vai sucumbir”.

Acho que todo mundo já ouviu falar do termo “viver de aparência”, certo? Se não, fica calmo que eu explico. Viver de aparência é quando você demonstra, fala e faz aquilo que não é verdadeiramente seu. Quando se vive para os outros, sendo totalmente superficial, só para satisfazer um grupo de pessoas e nos deixamos de lado.

Quem nunca conheceu alguém que vive assim? Por muitas vezes entendemos. É fácil confundir. Afinal, a própria sociedade nos impõe que o certo é viver assim. Mas não é possível fazer isso por muito tempo. Chega uma hora que você explode. E é isso que acontece com Lester Burnham. Ele se cansa de viver de aparência. 

Dirigido por Sam Mendes, que possui em seu currículo ‘007: Operação Skyfall’ e escrito por Alan Ball, ‘Beleza Americana’ (American Beauty) é um drama norte-americano de 1999. Um filme que foi muito bem recebido, diria até aclamado, pela crítica. Recebeu 8 indicações ao Oscar de 2000, levando 5 categorias para casa: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator, para Kevin Spacey, Melhor Roteiro Original e Melhor Fotografia. Seu elenco conta com Kevin Spacey, como Lester Burnham, Annette Bening, como Carolyn Burnham, Thora Birch, como Jane Burnham, Wes Bentley, como Ricky Fitts, Mena Suvari, como Angela Hayes e Chris Cooper, como Coronel Frank Fitts.

Lester Burnham é uma pessoa, digamos, comum. Tem um emprego que ele não suporta e uma péssima relação com sua família. Com sua esposa, Carolyn, ele é totalmente submisso e recluso. Com sua filha, Jane, nem fala direito. Porém, a imagem de família perfeita, idealizada por todos, deve ser mantida. Afinal, se você quer ter sucesso, deve passar uma imagem de sucesso, certo? Errado.


A vida em família estava ficando cada vez mais difícil quando Lester conhece Angela, amiga de sua filha. Ele se apaixona perdidamente pela garota. Em meio a tudo isso, Lester decide mudar de vida, começando pela submissão à sua mulher. Depois o emprego. E por fim, todo o resto. Lester decide parar de viver uma vida falsa e decide começar a fazer tudo o que quer. A partir disso, ele passa a viver o primeiro dia do resto de sua vida.

Ninguém tem uma vida perfeita e querer passar tal estereótipo nos deixa imensamente pesados. Beleza Americana é um filme tão profundo, com críticas sociais em tantas áreas que chega a ser surpreendente. A minha reação ao ver o filme pela primeira vez, logo quando terminou, foi “Preciso vê-lo de novo”. Submissão, adultério, homofobia, falsidade, viver de aparência, entre tantas outras críticas sociais. Realmente este é um filme incrível.

Com uma atuação espetacular de Kevin Spacey, que lhe rendeu o Oscar, com um roteiro incrível e bem amarrado, uma trilha sonora marcante, fotografia impecável, entre tantos outros elogios, Beleza Americana é um filme dramático não só para quem gosta de cinema, mas para todos aqueles que sabem que há muita coisa errada em nossa sociedade. Aqueles que sabem que temos que ser mais autênticos, que temos que ser mais sentimento e menos superficialidade. Mais humanos e menos máquinas.
 

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Beleza Americana"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Mais Notícias