Facebook Img Logo
  1. Banner
Andrey Gonçalves
Andrey Gonçalves

“Nós aceitamos a realidade do mundo no qual estamos presentes”

Você pode até achar estranho esse começo, mas tente entrar na brincadeira, vamos lá! Quantos anos você tem? Não, não responda para mim. Apenas pense. Pense em todos os dias que viveu, até onde sua vida te levou, quem você é hoje e o que pretende ser no futuro. Pensou? Ok. 

E se toda a sua vida - não digo sentimentos, pensamentos, isso é sempre real – fosse uma mentira? Se todo mundo ao seu redor fosse falso? Cada pessoa que você conheceu fosse um ator? Você, assim como eu, entraria em pânico, não é?

Pois foi exatamente o que aconteceu com Truman Burbank, astro – sem saber – do reality show The Truman Show.

Dirigido por Peter Weir, que possui em seu currículo ‘A Sociedade dos Poetas Mortos’, O Show de Truman (The Truman Show) é um filme de ficção dramático de 1998. O longa recebeu três indicações ao Oscar, as de Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Roteiro Original. Seu elenco conta com Jim Carrey, como Truman Burbank, Laura Linney, como Mery/Hannah Gill, Ed Harris, como Christof, Noah Emmeruch, como Marlon Coltrane e Natasha McElhone, como Lauren/Sylvia.


Truman é um cara pacato, que leva uma vida pacata. Trabalha em uma corretora de seguros, é casado e cuida do jardim. Truman é um cara feliz. Porém, há algo maior por trás de toda sua vida. Desde seu nascimento até os dia de hoje, ou seja, mais de dez mil dias, Truman tem sua existência transmitida para milhões de pessoas ao redor mundo. Ele vive em um Reality Show! Mas não sabe disso.


Quando nasceu, Truman foi adotado por um estúdio de TV com uma proposta ousada e doentia. Toda a vida dele seria televisionada, 24 horas por dia, 7 dias por semana. O mundo ao seu redor? Um ilha estúdio gigantesca. E as pessoas? Atores. Todas! Sua mãe, seu pai, sua esposa, amigos, todos atores. Mais de cinco mil câmeras espalhadas pelo estúdio mostram como é um reality show da vida real. Esse é o Show de Truman, o Show da vida!

Resumindo esse longa em três palavras: Incrível, filosófico e despertador! No filme, é visível o quanto o programa de televisão que “adotou” Truman controla sua vida, em todos os aspectos. Eles implantam medos, traumas e pensamentos em sua cabeça. Tudo para que ele nunca queira sair da ilha onde mora. Exemplo gritante disso é quando ele vai à agência de viagens e, dentro dela, existem vários cartazes enfatizando o quão perigoso é viajar. Vemos também, assim como em Matrix, o mito da caverna de Platão, sutilmente modificado, bem perceptível.

A atuação de Jim Carrey, como sempre, me agrada muito. Apesar de algumas más escolhas que fez nos últimos anos, o ator é incrível, um dos meus preferidos. A história é excelente, a trilha sonora também é muito boa. O Show de Truman é um filme incrível, tanto para aqueles que querem ver um longa divertido e enxergá-lo de maneira superficial, quanto aos que querem um longa mais profundo, que aborda vários aspectos que nos rodeiam. O mais gritante deles, a alienação.

Truman, aos poucos, vai acordando de sua realidade. Às vezes de forma sutil, outras de forma brusca. Talvez precisemos acordar da nossa também, todos os dias, aos poucos. Ah, e se caso não nos vermos de novo boa tarde e boa noite!

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo.
Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Andrey Gonçalves
Andrey Gonçalves
Andrey é redator publicitário, blogueiro, metido a desenhista e colecionador de hobbies desde 1991.
×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber