Geral

Oposição rejeita convite de diálogo com governo egípcio

Da Redação ·
A Irmandade Muçulmana, grupo político proscrito no Egito, rejeitou o convite de diálogo feito pelo governo de Hosni Mubarak, que também foi dirigido a outros partidos de oposição. A oferta fora anunciada pelo vice-presidente egípcio Omar Suleiman. Partidos de oposição também foram convidados. "Entramos em contato com a Irmandade Muçulmana e a convidados para o diálogo...(mas) eles estão hesitantes", afirmou Suleiman à televisão estatal egípcia. A irmandade é o maior e mais organizado grupo de oposição no Egito, mas foi proibido de atuar como partido político e seus integrantes participam das eleições como independentes. Os membros da irmandade costumam ser detidos por suas atividades políticas. A participação de seus integrantes em qualquer tipo de diálogo com o governo representaria uma grande mudança na política de Mubarak. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade