Região

Suposta vítima de ex-prefeito denuncia ameaças à PM

Da Redação ·
Ex-prefeito foi preso em casa, em 15 de dezembro. Foto: Divulgação/Polícia Civil
Ex-prefeito foi preso em casa, em 15 de dezembro. Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Militar confirmou nesta quarta-feira (27) que registrou denúncias sobre ameaças contra uma suposta vítima do ex-prefeito de Cambira, Sidney Bellini. O empresário continua preso e é investigado por estupro de vulnerável.

continua após publicidade

De acordo com o sargento Fabiano Brito da Silva, uma jovem de 16 anos procurou a polícia após dois princípios de incêndio em sua casa. A jovem e mais outra testemunha foram ouvidas na semana passada na Delegacia da Mulher, e fizeram novas denúncias.

"A testemunha alegou que depois de seu envolvimento com o empresário começou a receber ameaças por bilhetes e ligações privadas pelo celular. Mas tudo piorou após o depoimento na delegacia. Ela disse que na sexta-feira, um homem chegou na casa dela e ordenou que ela e a avó de 75 anos entrassem no banheiro. O homem ateou fogo em um sofá e fugiu", informou o sargento.

continua após publicidade

Uma vizinha sentiu o cheiro forte de fumaça e ajudou as duas moradoras. O fogo foi controlado e não houve maiores danos ao imóvel. Ainda conforme a PM, outro ataque foi registrado na madrugada de sábado. 

"Entraram na casa pelos fundos e queimaram roupas que estavam na máquina de lavar", conta.  

Um boletim de ocorrência foi registrado e a Polícia Civil apura a relação entre os fatos com a investigação do crime de estupro. 

continua após publicidade

Outras vítimas
O delegado-chefe José Aparecido Jacovós, confirmou que mais duas supostas vítimas foram ouvidas na Delegacia da Mulher. Segundo ele, uma das jovens afirma que começou a se relacionar com o empresário aos 11 anos de idade. Hoje ela tem 16 anos e está grávida de 8 meses. Ela alega que Bellini é o pai da criança. 

"Os depoimentos estão nos autos. Se ele saiu com a menor quando ela tinha 11 anos ele também vai responder por mais um estupro, porque esse crime não prescreve", assinala o delegado. 

A outra jovem ouvida também alega ter sido estuprada e que engravidou do ex-prefeito. Atualmente ela vive em Ivaiporã com a criança. 

continua após publicidade

"A polícia vai tomar todas as providências e buscar provas para que tudo seja devidamente comprovado", conclui o delegado-chefe. 

Cela com 30
Segundo Jacovós, Bellini está preso em uma cela com outros 29 detentos. O cômodo tem capacidade apenas para 20. "Está em uma cela comum, com os demais presos do artigo dele", informa.

"Realmente, as vezes, por ser um empresário, ser ex-prefeito,  obviamente, conhece sim pessoas influentes, mas não tem poder de mudar a lei. A lei é igual para todos", ressalta Jacovós. 

O ex-prefeito está preso desde 15 de dezembro, após ser denunciado pela mãe de uma menina de 13 anos. A mulher encontrou mensagens que a filha trocou com o suspeito e procurou a PM. Durante a investigação, a polícia descobriu, após analisar imagens de câmeras de segurança, que o suspeito havia levado duas menores ao motel em Mandaguari. 

Na semana passada a condição de prisão temporária de Sidney foi convertida em preventiva, ou seja, por tempo indeterminado. A defesa de Bellini informou que não tem conhecimento das novas denúncias.