Política

"Descontrolado, perturbado, louco", diz ABI sobre Bolsonaro

O presidente da ABI disse que Bolsonaro nunca "apreciou uma imprensa livre e crítica"

Da Redação ·
O presidente retirou a máscara de proteção e ordenou que uma repórter calasse a boca. Bolsonaro também protagonizou um ataque à imprensa
fonte: Reprodução de vídeo
O presidente retirou a máscara de proteção e ordenou que uma repórter calasse a boca. Bolsonaro também protagonizou um ataque à imprensa

Na noite desta segunda-feira (21), a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) se pronunciou após o ataque feito pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, à imprensa. A ABI divulgou uma nota. 

continua após publicidade

“Descontrolado, perturbado, louco, exaltado, irritadiço, irascível, amalucado, alucinado, desvairado, enlouquecido, tresloucado. Qualquer uma destas expressões poderia ser usada para classificar o comportamento do presidente Jair Bolsonaro nesta segunda-feira, insultando jornalistas da TV Globo e da CNN”, escreve Paulo Jeronimo, presidente da ABI, que assina o documento.

Confira:

continua após publicidade

Jeronimo alega ainda que Bolsonaro nunca "apreciou uma imprensa livre e crítica", e considera que o presidente tem subido o tom de forma cada vez mais perigosa. 

No último sábado (19), ocorreram algumas manifestações no país contra o governo Bolsonaro e, esses protestos, de acordo com a nota, assustaram o presidente, que tenta desacreditar o sistema eleitoral e "prepara uma saída autoritária" para uma possível derrota nas urna em 2022. 

continua após publicidade

“É preciso que os democratas estejam alertas e mobilizados. Diante desse quadro, com a autoridade de seus 113 anos de luta pela democracia, a ABI reitera sua posição a favor do impeachment do presidente. E reafirma que, decididamente, ele não tem condições de governar o Brasil“, diz o texto.

Outra solução apontada por Jeronimo, que seria “mais rápida”, envolveria a renúncia voluntária de Bolsonaro.

Com informações; Metrópoles.