Geral

Paciente joga extintor em atendentes para reclamar de espera, diz hospital

Da Redação ·

Um rapaz de 20 anos foi preso depois de destruir parte da recepção do pronto-socorro do Hospital Universitário de Londrina, no Norte do Paraná, por volta das 20h desta sexta-feira (22). O jovem teria tirado o extintor de incêndio da parede da recepção e a jogado contra os atendentes, por se irritar com a espera por atendimento. Os vidros do pronto-socorro foram quebrados. Ninguém se feriu.

continua após publicidade

De acordo com a diretora superintendente do hospital, Margarida de Carvalho, o jovem passou pela triagem às 18h45. O caso dele foi classificado como não sendo de urgência. "Como ele não corria risco, a classificação dele foi a verde. A vermelha é o mais grave. No momento, uma gestante que entrava em trabalho de parto, aguardava ser atendida", disse Margarida ao G1.

"No começo os pacientes que aguardavam atendimento na recepção pensaram que fossem tiros. Todos se assustaram", explicou a superintendente.

continua após publicidade

Em pouco tempo, a Polícia Militar chegou ao hospital e conteve o rapaz. Ele foi encaminhado para ser atendido em outro hospital e depois à delegacia. O hospital registrou boletim de ocorrência. O rapaz foi autuado em flagrante, pagou fiança de R$ 300 e vai responder, por depredação ao patrimônio público, em liberdade.

Segundo Margarida, esta é a terceira vez em um ano que acontece casos como este. "Já quebraram cadeiras, arrancaram ventilador da parede, mas extintor e quebrarem vidro foi a primeira vez", contou.

O Hospital Universitário de Londrina tem capacidade para 48 leitos e, neste sábado (23), há 83 pacientes internados. "Seis esperam por internação na UTI [Unidade de Terapia Intensiva]", informou Margarida.