Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Corpo de Scarpelini é cremado em Almirante Tamandaré

.

Corpo de Scarpelini foi cremado às 17 horas desta segunda-feira (5) em cerimônia íntima. Foto: Sérgio Rodrigo/Tribuna do Norte
Corpo de Scarpelini foi cremado às 17 horas desta segunda-feira (5) em cerimônia íntima. Foto: Sérgio Rodrigo/Tribuna do Norte

O corpo do ex-prefeito de Apucarana, José Domingos Scarpelini, foi cremado na tarde desta segunda-feira (5), em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Scarpelini morreu no início da madrugada desta segunda-feira, aos 67 anos. O político lutava há seis anos contra um câncer e estava internado no Hospital de Cruz Vermelha, na capital do Estado. 

O velório aconteceu na Capela Vaticano, ao lado do Cemitério Municipal. O corpo foi cremado em cerimônia íntima, apenas para a família, às 17 horas.

Morre o ex-prefeito de Apucarana José Domingos Scarpelini

José Scarpelini teve atuação combativa na política

Beto Preto lamenta morte de ex-prefeito e decreta luto de três dias

Lideranças do Paraná lamentam morte de José Domingos

Trajetória política
Scarpelini iniciou sua carreira política em 1972, no antigo MDB, quando elegeu-se vereador. Em 1974, ele deixou o Legislativo Municipal para se candidatar a deputado estadual, tendo sido eleito para o período de 75 a 78. Na sequência, foi reeleito para o mandato de 79 a 82. Em 86 foi novamente eleito deputado estadual, porém renunciou em 88 para disputar a Prefeitura de Apucarana, tendo sido eleito para o mandato de 89 a 92.

O político também foi superintendente estadual da antiga Sudepe – Superintendência para o Desenvolvimento da Pesca, no governo de José Sarney, e secretário especial para Assuntos Políticos no primeiro mandato do ex-governador Roberto Requião. 

O ex-prefeito deixa a esposa Maria Inês Marresi Scarpelini e os filhos Thales, Thaís e Thiago.  

Amigos lamentam morte 
O radialista Antônio Penharbel Filho, da Rádio Cultura, foi vice-prefeito de Apucarana na gestão de Scarpelini, de 1989 a 1992. Ao falar sobre o amigo, ele destaca, sobretudo, a preocupação em ajudar os mais necessitados. 

"Sempre tivemos uma amizade profunda, não só politicamente. Sempre o admirei pela forma enérgica como ele tratava as coisas públicas com muita lisura. Ao mesmo tempo era um homem de um coração muito grande, que ajudava principalmente as pessoas que realmente precisavam. Ele foi uma pessoa que marcou a história de Apucarana", concluiu.

Penharbel também destaca que o político era polêmico e tinha personalidade forte. Característica que trouxe muitas contribuições para o município.  " Dentre as principais lutas dele, me recordo principalmente da divisa do Município de Apucarana e Arapongas. Havia uma questão sobre o território de Arapongas, que antigamente era até quase o 'bonezão'. Scarpelini brigou para que a divisa permanecesse perto da empresa Nortox. Foi um guerreiro. Muitas obras importantes do município feitas na época dele", ressaltou. 

Amigo próximo do político, o assessor jurídico da Câmara de Vereadores de Apucarana, Petrônio Cardoso, também lamentou o falecimento. "José Domingos Scarpelini sempre dedicou as ações políticas dele aos menos favorecidos, quer seja como vereador, prefeito ou deputado. Sempre foi muito preocupado com questões ambientais, sempre defendendo com muita energia os posicionamentos em prol do meio ambiente. Quero destacar que foi dele a lei que proibia o tabagismo em locais públicos e essa lei foi precursora de um comportamento adotado em todo o Pais e que salva milhares de vidas", assinalou. 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber