Facebook Img Logo
Mais lidas
Apucarana

José Scarpelini teve atuação combativa na política

.

Foto histórica de Scarpelini quando foi eleito prefeito de Apucarana em 1988. Foto: Arquivo
Foto histórica de Scarpelini quando foi eleito prefeito de Apucarana em 1988. Foto: Arquivo

Aos 67 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira (05), no Hospital da Cruz Vermelha, em Curitiba, o ex-prefeito de Apucarana e ex-deputado estadual José Domingos Scarpelini. Já alguns anos ele vinha lutando contra um câncer na cabeça e no pescoço.

Com curso de Direito não concluído, José Scarpelini iniciou sua carreira política em 1972, no antigo MDB, quando elegeu-se vereador. Em 1974 ele deixou o Legislativo Municipal para se candidatar a deputado estadual, tendo sido eleito para o período de 75 a 78. Na sequência foi reeleito para o mandato de 79 a 82. Em 86 foi novamente eleito deputado estadual, porém renunciou em 88 para disputar a Prefeitura de Apucarana, tendo sido eleito para o mandato de 89 a 92.

Como suplente de deputado estadual, José Scarpelini também assumiu a Assembleia Legislativa do Paraná em 2000 e 2002. Em 2014 se candidatou a deputado federal pelo PSB, obtendo 19.222 votos, ficando na primeira suplência do partido.

(José Scarpelini. Foto: Sérgio Rodrigo/Tribuna do Norte/2014)

Como prefeito, José Scarpelini era tido como um político enérgico, tanto para com seus secretários e servidores municipais, assim como também era enérgico com o que via de errado na cidade. Arrumou inclusive uma briga com Arapongas por causa da divisa entre os dois municípios, na região compreendida do Bonezâo até a Facnopar, tendo obtido vitória na Justiça. 

Como deputado estadual sempre foi combativo à corrupção e defendia as camadas mais pobres.

José Scarpelini também foi superintendente estadual da antiga Sudepe – Superintendência para o Desenvolvimento da Pesca, no governo de José Sarney, e secretário especial para Assuntos Políticos no primeiro mandato do ex-governador Roberto Requião.

José Scarpelini deixa a esposa Maria Inês Marrese Scarpelini e os filhos Thales, Thaís e Thiago, além dos irmãos Carlos Scarpellini, que foi prefeito de 82 a 88 e de 97 a 2000 e deputado federal de 91 a 95, e ainda Maria Helena, Maria Inês, Yuri e Maria Aparecida.

Luto
O prefeito de Apucarana, Beto Preto (PSD), decretou luto oficial de três dias pelo falecimento de Scarpelini. O presidente da Câmara de Vereadores, Mauro Bertoli, também decretou luto oficial de três dias. A sessão da câmara que estava marcada para esta segunda-feira (5), foi transferida para quinta-feira às 15 horas.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber