Apucarana

Idosa pode ter sido infectada pela variante através da filha

No total, 22 pessoas da mesma família testaram positivo para Covid-19. A idosa de 71 anos mora em Apucarana

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Idosa pode ter sido infectada pela variante através da filha
fonte: Reprodução
Idosa pode ter sido infectada pela variante através da filha

A Autarquia Municipal de Saúde de Apucarana, no norte do Paraná, confirmou que a filha da idosa infectada pela nova variante indiana, teve contato com uma pessoa que veio do exterior. 

continua após publicidade

Conforme a saúde, a idosa estava em isolamento, porém, a filha que também testou positivo para Covid-19, foi entregar uma encomenda para a mãe, e se encontraram no portão. 

"A filha também testou positivo, porém, não fez o teste RTPCR, e sim o exame antígeno, então fica difícil de rastrear se foi ela realmente que transmitiu essa variante para a senhora. A família não viajou, estava em isolamento, somente a filha que teve o contato com essa pessoa que veio de outro país", informou o vice-presidente da AMS, Emídio Bachiega. 

continua após publicidade

Ainda de acordo com a saúde, pelo menos 22  pessoas da mesma família testaram positivo para Covid-19. A idosa sentiu os primeiros sintomas no dia 20 de abril, depois no dia 26 do mesmo mês, fez o teste, com resultado positivo. O marido de 74 anos e o filho de 58 anos também contraíram a doença.

O casal de idosos que tinha tomado as duas doses da vacina se recuperaram, já o filho, morreu no dia 17 de maio. "Não dá para saber se todos estavam com a variante, mas provavelmente sim", informou o município. 

A saúde repassou, que a pessoa que a filha teve contato, veio do Japão e morreu em Apucarana, vítima da Covid-19, porém, ainda não é possível saber se a mulher que tinha chegado do outro país, estava realmente com a variante. O caso segue sendo apurado, mas essa é a principal suspeita.

continua após publicidade

A idosa infectada pela variante teria tido contato com familiares de Rolândia e o município emitiu uma nota, confira: 

"A Secretaria Municipal de Saúde de Rolândia informa que, sobre a possibilidade de uma suposta paciente de Apucarana, que teria sido contaminada por uma cepa em especial de covid-19 e ter tido contato com parentes em Rolândia, segue esclarecimento: Estamos em contato com a 17° Regional de Saúde para confirmar esta informação. Oficialmente, não nos comunicaram. Precisamos de dados do caso de Apucarana para identificar os contatos e estabelecer medidas imediatas de monitoramento".

O prefeito de Apucarana,  Junior da Femac, disse na noite desta quarta-feira (2), que a variante indiana (B.1.617), detectada no município, pode estar relacionada ao crescimento significativo da taxa de contaminação e que ela está circulando pelo menos desde abril.

continua após publicidade

“Nós vínhamos observando que a cada dia estava sendo registrado uma média de 150 a 160 novos casos positivados para Covid-19 em Apucarana”, comentou, lembrando que dez dias atrás a média era de 70 casos/dia.

Diante deste quadro, o prefeito explica que foram adotadas diversas medidas, incluindo restrição de circulação, maior rigor na fiscalização com a Polícia Militar e a Guarda Municipal, reforços nos estoques de oxigênio e abertura de mais leitos clínicos no Hospital da Providência. “Também reforçamos o monitoramento de pessoas positivadas – que hoje são 2.338, das quais 140 estão recebendo oxigênio em casa -, e o trabalho de conscientização e alerta à população, visando à prevenção”, revelou.

A partir de agora, conforme frisou Junior da Femac, em relação à nova cepa detectada, o Município irá seguir as normativas colocadas pela Secretaria de Estado da Saúde e o Ministério da Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) registrou nesta quarta-feira (2) o primeiro caso da cepa B.1.617 no Paraná, popularmente conhecida como variante indiana em Apucarana. A identificação foi realizada por sequenciamento genômico do vírus SARS-CoV-2, realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com amostra de um caso confirmado do Paraná.