Vale do Ivaí

Primeira infectada da região já recebeu vacina nos EUA

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Primeira infectada da região já recebeu vacina nos EUA
fonte: Arquivo pessoal
Primeira infectada da região já recebeu vacina nos EUA

Luzia Mariano de 34 anos, foi a primeira infectada pelo coronavírus na região. Em março do ano passado, ela veio de Nova Jersey (EUA) onde mora e esteve em Faxinal visitando familiares. Foi quando sentiu os sintomas, procurou atendimento médico e testou positivo para a doença. 

continua após publicidade

Luzia ficou em isolamento domiciliar e se recuperou sem necessidade de internamento. De volta à sua rotina nos EUA, ela tomou ontem a primeira dose da vacina contra a covid-19. “Me sinto mais aliviada agora, mas foi só a primeira dose. Preciso continuar me cuidando enquanto aguardo a segunda dose que devo tomar em 21 dias. A pandemia aqui nos EUA está mais controlada, as pessoas respeitam mais, não ficam fazendo festa. O que vemos é que no Brasil a situação está fora de controle”, avaliou.

Há exatamente um ano a região registrava o primeiro caso de coronavírus no Vale do Ivaí. O Chefe da 16ª Regional de Saúde (RS) de Apucarana Altimar Carletto, avalia que após um ano de pandemia, houve avanço em relação ao conhecimento da doença, porém, vivemos atualmente o pior momento dessa crise. “Durante este tempo, tivemos um trabalho de preparação muito extenso em relação as normativas para combate da doença. Apesar disso tudo, o que se aprendeu lá atrás já se transformou muito com a chegada das novas variantes. A evolução e transmissibilidade é muita mais rápida, o doente hoje também mudou, são mais jovens. É uma doença muito dinâmica e a evolução é muito individualizada para cada pessoa. Estamos realmente no pior momento, ainda numa espiral crescente, com números maiores a cada dia de óbitos e contaminação, mesmo com significativo investimento do governo para aumentar o número de leitos nos hospitais”, avaliou Carletto.