Vale do Ivaí

Prefeitos do Vale do Ivaí discutem lockdown na região

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Prefeitos do Vale do Ivaí discutem lockdown na região
fonte: Reprodução
Prefeitos do Vale do Ivaí discutem lockdown na região

Reunidos na tarde desta terça-feira (23) pelo sistema virtual, prefeitos da Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi) defenderam a necessidade de um lockdown total nos 26 municípios da região e em todo o Paraná, como forma de estancar o avanço da Covid-19 junto à população. Os 15 prefeitos que participaram do encontro manifestaram a disposição de adotar tal medida, porém desde que o governador Ratinho Junior (PSD) faça o mesmo em todo o Estado.

continua após publicidade

A proposta será apresentada ao governador pelo presidente da Amuvi, prefeito Ylson Álvaro Cantagallo (PSD), o Gallo, de Faxinal.

A sugestão da Amuvi é para que se feche tudo na região e no Paraná durante pelo menos sete dias, a partir do dia 1º de abril (quinta-feira), emendando todo o feriadão da Semana Santa e prolongando-se até a quarta-feira da semana seguinte. Durante este período não funcionaria nada, nem posto de combustível, ficando abertas apenas as cooperativas para recebimento da safra agrícola. Aos restaurantes seria permitida apenas a entrega de refeições da porta para fora.

continua após publicidade

Conforme Gallo, o agravamento da situação por causa da Covid está cada vez mais preocupante. Segundo ele, os hospitais da região, principalmente os de Ivaiporã e Apucarana, já estão com os leitos de UTI esgotados e o estoque de medicamentos também está no fim. E todo dia está morrendo gente infectada por esta doença.

Na sua avaliação, o lockdown é uma medida drástica, porém necessária para fazer com que as pessoas fiquem em casa, evitem aglomerações e cumpram todas as regras sanitárias estabelecidas pela saúde pública. “Sabemos que o efeito negativo na economia dos municípios é grande, mas quanto vale uma vida, uma vida não tem preço, não”, argumenta Gallo, que passou mais de vinte dias internado com Covid e diz ter passado por momentos difíceis.

O prefeito de Ivaiporã e vice-presidente da Amuvi, Luiz Carlos Gil (PSD), se manifestou a favor do lockdown total, porém desde que todos os 26 municípios da Amuvi participem. “Não adianta um município fechar tudo e o outro não fechar nada. E se o Paraná todo adotar o lockdown melhor ainda, assim não ficamos sozinhos”, argumentou.

continua após publicidade

Para Carlos Gil, o fechamento total do comércio e de outras atividades ajuda a evitar o contágio pelo coronavírus. Segundo ele, depois de cinco dias de lockdown já vai cair o número de pessoas que procuram atendimento na Central de Covid e também o número de infectados.