Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Região

Números de novos casos de dengue em Ivaiporã começam a cair

.

Foto: TNonline
Foto: TNonline

De acordo com dados da Secretária Municipal de Saúde Ivaiporã divulgados na tarde desta sexta-feira (13), os números de novos casos de dengue registrados semanalmente no município começam a cair. O município está em situação epidêmica de dengue com 1285 casos positivos da doença. 

No pico da epidemia entre a terceira semana de janeiro e a segunda semana de fevereiro Ivaiporã chegou a registrar 885 casos,  em média 177 casos por semana. Na primeira semana de fevereiro, por exemplo, foram registrados 236 casos positivos.  Na última semana foram 48 casos, e nesta semana até o final da tarde de sexta-feira havia 45 casos novos. 

 Apesar  dos dados mostrarem que a pior fase da crise tenha sido superada,  o secretário municipal de saúde, Claudeney Martins, alerta para a necessidade de  apoio da população no combate ao mosquito da dengue. 

“Após o uso do inseticida malathion e as visitas técnicas de remoção dos criadouros, os números começaram a cair. Mas a população tem que continuar colaborando, não é porque os índices caíram que vamos baixar a guarda, temos que manter o trabalho senão os mosquitos vão voltar”, assinala Martins. 

Eleane Rother chefe da 22ª Regional de Saúde também destaca a importância da população continuar apoiando nas medidas para evitar a proliferação do mosquito aedes aegypti. “Não podemos parar nunca, a prevenção contra a dengue tem que ser durante o ano todo”.

Coronavírus

Na tarde de sexta-feira (13), a equipe de epidemiologia da 22ª Regional de Saúde também esteve reunida com a equipe da Secretária Municipal de Saúde de Ivaiporã com a finalidade de estabelecer   procedimentos a serem realizados em casos suspeitos de coronavírus e medidas para evitar o contágio do Covid-19 (coronavírus), em razão da confirmação de casos da doença no Paraná e em outros estados brasileiros. 

“Também  vamos estar estabelecendo estratégias de fluxo hospitalar de pacientes, caso seja necessário”, assinala Eleane. Até o momento, a cidade não possui nenhum caso suspeito da doença. 

De acordo com Marcelle Mareze, chefe da Divisão de Vigilância em Saúde da 22ª RS, as orientações para evitar o contágio pelo coronavírus são semelhantes as doenças transmitidas pelo ar. “Evitar aglomeração; higienizar as mãos com frequência; etiqueta da tosse (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar), para quem está com sintomas de infecção respiratória utilizar máscara e evitar de ficar circulando”. 

Também há recomendações para quem está chegando de viagem de outros países com incidência de Corona vírus, tais como, não se expor, e evitar aglomerações. “E se aparecer algum sintoma de dor de cabeça, febre, procurar uma unidade de saúde e relatar todo o trajeto, as datas de ida e volta. Passar toda essas orientações para que equipe de saúde tome a melhor medida em relação ao tratamento”, explica Marcelle. 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Região

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber