Região

Morte da bailarina Maria Glória completa um mês; nenhum suspeito foi preso até o momento

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Morte da bailarina Maria Glória completa um mês; nenhum suspeito foi preso até o momento
Morte da bailarina Maria Glória completa um mês; nenhum suspeito foi preso até o momento

A morte da bailarina Maria Glória Poltronieri Borges completa um mês nesta quarta-feira (26). Ela foi encontrada morta na zona rural de Mandaguari e até o momento nenhum suspeito foi preso pelo assassinato. 

continua após publicidade

Nesse período, a Polícia Civil ouviu mais de 50 pessoas, dentre os quais, dois moradores de Apucarana. A bailarina morava em Maringá e no dia 25 de janeiro acampou sozinha em uma chácara para aproveitar a natureza. O corpo de Maria Glória foi encontrado no dia 26 de janeiro, perto de uma cachoeira.

O laudo do Instituto Médico-Legal (IML) apontou violência sexual e estrangulamento como causa da morte. Do corpo da bailarina maringaense foram coletadas amostras de material genético. Para a polícia, essas podem ser as principais pistas para descobrir o autor do assassinato. 

continua após publicidade

(Com informações do G1 PR)

Tags relacionadas: #Bailarina #Mandaguari #Maringá