MAIS LIDAS
VER TODOS

Política

Veja as 'praias privativas' onde os presidentes do Brasil passam as festas de fim de ano

Durante as festas de fim de ano, os presidentes costumam ficar distantes de Brasília para se abrigar em praias "privativas". Nesses recantos, o acesso é restrito por se tratar de área de segurança administrada pela Marinha. Desde a redemocratização, paraí

Gabriel de Sousa (via Agência Estado)

·
Escrito por Gabriel de Sousa (via Agência Estado)
Publicado em 25.12.2023, 07:15:00 Editado em 25.12.2023, 07:20:03
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

Durante as festas de fim de ano, os presidentes costumam ficar distantes de Brasília para se abrigar em praias "privativas". Nesses recantos, o acesso é restrito por se tratar de área de segurança administrada pela Marinha. Desde a redemocratização, paraísos tropicais na Bahia e no Rio de Janeiro se tornaram pontos de descanso preferidos dos chefes do Executivo. Neste ano, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estuda passar a virada do ano na Restinga de Marambaia, região restrita do litoral do Rio que é administrada pelas Forças Armadas. O Palácio do Planalto não informou se a ida de Lula para a região já foi confirmada. Nos seus dois primeiros mandatos na Presidência, Lula tinha o costume de ir para outro paraíso privado para a população. A região em questão é a Base Naval de Aratu, localizada a 33 quilômetros de Salvador, na Bahia. Lula nunca escondeu que Aratu é o seu destino favorito durante os feriados. No Carnaval deste ano, o presidente esteve com a primeira-dama, Janja da Silva, na base, onde há uma casa no estilo colonial. Segundo a revista

continua após publicidade
Veja

, a Marinha iniciou, em outubro, reformas no espaço que custaram R$ 3 milhões aos cofres públicos. Em 2010, quando estava deixando a Presidência após o término do seu segundo mandato, fotógrafos flagraram Lula durante o seu descanso em Aratu. O presidente foi visto tomando banho de chuveiro na praia de Inema, localizada na base. Outro registro de Lula em Aratu naquele ano se tornou viral nos anos posteriores. De bermuda e camisa regata, Lula foi visto, junto com a ex-primeira-dama Marisa Letícia e um grupo de amigos, carregando uma caixa de isopor com bebidas e quitutes para o consumo no paraíso privado. Outra região privada onde Lula aproveitou as férias de início de ano durante os seus primeiros mandatos foi o Forte dos Andradas, no Guarujá. Em 2007, o

Estadão

noticiou que o espaço recebeu reformas de R$ 539 mil, através de licitação pública para construir uma piscina, deck, vestiário e um quiosque. Dilma também ia para Aratu e realizava passeios de lancha Assim como Lula, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) também tinha o costume de aproveitar a virada do ano em Aratu. Em 2013, o

continua após publicidade
Estadão

flagrou Dilma em um passeio de lancha pela Baía de Todos os Santos. O registro da petista no local era raro, já que ela preferia passar os feriados de forma reservada na casa colonial. O gosto pelo paraíso privado da Bahia não era restrito aos petistas. No seu primeiro Réveillon como chefe do Executivo em 2019, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) também escolheu a base como refúgio para o fim de ano. Durante o recesso, Bolsonaro pescou um peixe e posou para fotógrafos do Planalto. Outro ponto prestigiado por Lula que Bolsonaro também se hospedou foi o Forte dos Andradas, em 2021. No litoral paulista, o ex-presidente passeou de moto e jet ski, conversou com apoiadores e foi gravado dançando funk em um barco com ao menos mais quatro pessoas. Após a visita ao litoral paulista, Bolsonaro passou a virada do ano em São Francisco do Sul, no Estado de Santa Catarina. Na época, o ex-presidente foi criticado por ter tirado a sua folga de fim de ano durante uma situação de emergência na Bahia causado por fortes chuvas. Ao todo, 27 pessoas morreram no Estado. Em uma entrevista a um jornal catarinense, o então chefe do Executivo afirmou: "Espero que eu não tenha que retornar antes".

FHC foi flagrado tomando banho de mar com ex-ministro do STF

O primeiro a adotar a base de Aratu como refúgio para as festas de fim de ano foi o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que se hospedou na base da Marinha no Réveillon de 1996. Além da base baiana, FHC também passou os feriados em uma praia particular de Angra dos Reis, no litoral do Rio de Janeiro. Em 1999, o ex-presidente foi fotografado banhando no local com o então ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Nelson Jobim, o filho Paulo Henrique Cardoso e o cineasta Walter Salles Júnior. Reservado, Temer aproveitou virada de ano no Rio, Brasília e em São Paulo Em 2016, o ex-presidente Michel Temer passou o Réveillon de forma reservada na Restinga de Marambaia, onde Lula deve se hospedar neste ano. No ano seguinte, o ex-presidente planejou repetir a estadia no Rio ou ir para a Bahia, mas mas desistiu das duas opções por conta da sua saúde e ficou no Palácio do Jaburu. Na última virada do ano em que esteve na Presidência em 2018, o emedebista esteve na casa da sua família em São Paulo. Presidente entre o final de 1992 e o início de 1994, Itamar Franco não tinha como destino de fim de ano as bases da Marinha como os recentes chefes do Executivo. O excêntrico mandatário gostava de aproveitar a virada no Copacabana Palace, na capital carioca. Primeiro eleito diretamente na redemocratização, o ex-presidente Fernando Collor também tinha o Rio de Janeiro como destino no Réveillon. Em 1990, Collor passou o recesso em uma fazenda em Campinas e esticou a sua folga para Angra dos Reis. Em 1991, o ex-presidente preferiu passar o feriado reservadamente na Casa da Dinda, na zona nobre de Brasília. A virada de ano mais emblemática para Collor, porém, foi a de 1992. No dia 29 de dezembro daquele ano, o ex-presidente renunciou ao seu mandato no Executivo para evitar um processo de impeachment pelo Senado. O movimento não deu certo e além de ser impichado, ele também ficou inelegível por oito anos. O ex-presidente José Sarney, que governou o País entre 1985 e 1990, gostava de aproveitar as suas férias na Ilha do Curupu, próximo de São Luís, capital do Maranhão. A ilha pertence a sua família e por lá existe uma mansão. Em maio deste ano, o local ficou disponível para aluguéis e a diária custa R$ 15 mil.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Política

    Deixe seu comentário sobre: "Veja as 'praias privativas' onde os presidentes do Brasil passam as festas de fim de ano"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!