Política

Governo foi o mais desastroso da história do ponto de vista ambiental, diz Doria

Da Redação ·

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse neste domingo, 30, que a questão ambiental será prioritária em sua agenda como candidato à Presidência da República neste ano. "A questão ambiental faz parte de um programa importante, não é secundário, tem um grande impacto nas nossas vidas. O atual governo (federal) foi o mais desastroso da história do ponto de vista ambiental", disse durante live promovida pelo grupo Parlatório, com a participação dos ex-presidentes da República Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Michel Temer (MDB).

continua após publicidade

Doria destacou que o País perdeu muitas oportunidades de investimentos nos últimos anos diante da postura adotada pelo atual governo federal em relação à questão ambiental.

"Teremos uma equipe multifuncional, de diversas regiões, especialmente de São Paulo, onde o ESG já é praticado", disse o tucano.

continua após publicidade

Povo define eleição

O ex-embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Sérgio Amaral, questionou Doria sobre como ele pode vencer as eleições à Presidência da República. "Será que o PSDB perdeu a conexão com a população, com o eleitorado? A agenda da população e a linguagem são diferentes da nossa", indagou Amaral, referindo-se ao baixo desempenho eleitoral do ex-governador Geraldo Alckmin, então no PSDB, no pleito de 2018.

Doria rebateu o questionamento, dizendo que ele venceu as eleições ao governo de São Paulo, em 2018, sem apoio de diversos nomes importantes da política.

"Geraldo Alckmin não me apoiou em 2018, fez campanha contra mim, (Paulo) Skaf, Márcio França e todos os partidos de esquerda, uma frente considerável, o então MDB, todos estavam contra mim, mas vencemos as eleições. Quem elege presidente é o povo simples, não jornalista nem Faria Lima", disse Doria, durante a live promovida pelo grupo Parlatório.