MAIS LIDAS
VER TODOS

Política

Acordo de recomposição de emendas está resolvido; os desafios são outros, diz Rui Costa

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, afirmou nesta terça-feira (30) que o acordo entre governo e Congresso para recomposição de emendas parlamentares está "resolvido" e que "os desafios são outros". A fala ocorreu após o ministro deixar audiência pública

Victor Ohana (via Agência Estado)

·
Escrito por Victor Ohana (via Agência Estado)
Publicado em 30.04.2024, 12:56:00 Editado em 30.04.2024, 13:02:03
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, afirmou nesta terça-feira (30) que o acordo entre governo e Congresso para recomposição de emendas parlamentares está "resolvido" e que "os desafios são outros". A fala ocorreu após o ministro deixar audiência pública em comissão no Senado.

continua após publicidade

Costa foi questionado se estaria mantido o acordo sobre a recomposição de R$ 3,6 bilhões em emendas, dos quais 2/3 iriam para a Câmara e 1/3 para o Senado. "Está tudo resolvido. Os desafios são outros. Esse está resolvido", afirmou o ministro, sem confirmar quais valores foram, de fato, firmados, e quais seriam esses outros desafios.

O ministro se refere aos valores vetados pelo presidente Lula em emendas parlamentares, decisão que irritou o Congresso.

continua após publicidade

Inicialmente, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) previa R$ 11 bilhões de emendas. No entanto, o Congresso aprovou, posteriormente, mais R$ 5,6 bilhões, que foram vetados pelo presidente da República. Agora, o Planalto e o Congresso dialogam para recompor R$ 3,6 bilhões dessa verba que havia sido vetada.

Para liberar esse montante, o governo tenta adiantar R$ 15 bilhões em arrecadação por meio de um "jabuti" de um projeto que recria o Seguro DPVAT. O texto poderia ser votado nesta terça na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, mas a apreciação foi adiada para a próxima semana.

A jornalistas, Costa negou classificar o adiamento da votação do DPVAT como uma retaliação dos parlamentares em relação à desoneração da folha de pagamentos, tema que provocou tensões entre o Congresso e o Planalto nos últimos dias.

"Eu acho que faz parte do funcionamento, do diálogo. A informação que eu tive é que está marcada já para a semana que vem, a votação. De alguma forma, tinha a expectativa de membros da comissão pedirem vista. É natural, não tem nenhum problema, nenhum sobressalto", afirmou.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Política

    Deixe seu comentário sobre: "Acordo de recomposição de emendas está resolvido; os desafios são outros, diz Rui Costa"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!