Paraná

Governo do Paraná pode 'endurecer medidas' para diminuir casos de covid

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Governo do Paraná pode 'endurecer medidas' para diminuir casos de covid
fonte: Gilson Abreu/AEN
Governo do Paraná pode 'endurecer medidas' para diminuir casos de covid

Na última sexta-feira (26), o governo do Paraná divulgou um decreto que impôs algumas restrições no estado, como o não retorno das aulas presenciais e o fechamento de serviços não essenciais, além de outros. As medidas passaram a valer a partir de sábado (27) e ficarão em vigor até o dia 8 de março. 

continua após publicidade

Porém, as medidas podem ser estendidas, por conta do aumento de casos do novo coronavírus, que não diminuíram mesmo com o 'lockdown'. No momento, ainda há lotação nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) de vários hospitais e cidades, que estão próximos de um colapso

Conforme uma divulgação feita pelo secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, nesta quinta-feira (4), a ocupação de leitos exclusivos de UTI para a Covid-19, pelo Sistema Único de Saúde (Sus), chegou a marca de 96%. Há regiões do Paraná em que a lotação chega a 98%. 

continua após publicidade

De acordo com Beto Preto, a fila de espera por um leito hospitalar chegou a 811 pacientes. Ainda segundo ele, o governo deve averiguar nesta sexta-feira (5), se o decreto estadual com medidas restritivas será ampliado ou prorrogado. 

“Nós temos muitas atividades consideradas essenciais que estão abertas. Talvez nesse momento mais duro fosse o caso que nem elas ficassem abertas. Precisamos que a taxa de isolamento aumente”, disse o secretário em uma entrevista ao Bom Dia Paraná, da RPC.

“Precisamos de pouco movimento, de isolamento domiciliar, diminuição de pessoas nas ruas, para que o vírus circule menos. Caso contrário, nós vamos continuar com pessoas todos os dias sendo atendidas nas UPAs com dificuldades para ir para o hospital”, argumentou. 

Com informações; Bem Paraná.