MAIS LIDAS
VER TODOS

Economia

Stournaras, do BCE, prevê que juros podem sofrer corte no 3º trimestre de 2024

O dirigente do Banco Central Europeu (BCE) e presidente do BC da Grécia, Yiannis Stournaras, afirmou que os juros devem permanecer no nível atual "até metade do próximo ano", quando o primeiro corte poderia acontecer. Segundo ele, as projeções do mercado

Laís Adriana (via Agência Estado)

·
Escrito por Laís Adriana (via Agência Estado)
Publicado em 29.11.2023, 09:09:00 Editado em 29.11.2023, 09:14:03
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O dirigente do Banco Central Europeu (BCE) e presidente do BC da Grécia, Yiannis Stournaras, afirmou que os juros devem permanecer no nível atual "até metade do próximo ano", quando o primeiro corte poderia acontecer. Segundo ele, as projeções do mercado "são muito otimistas" e está descartada a possibilidade de uma redução das taxas em abril de 2024 ou ainda no começo do ano. Stournaras argumentou que a presidente do BCE, Christine Lagarde, compartilha desta visão. "Lagarde sugeriu que não podemos cortar taxas de juros nos próximos dois trimestres. Isso significa que talvez poderemos considerar no início do terceiro trimestre de 2024", disse o dirigente, em entrevista ao

continua após publicidade
Politico

, reproduzida na íntegra pelo BC da Grécia. Entretanto, a redução dos juros seria possível apenas se a inflação alcançar nível abaixo de 3% até o terceiro trimestre e demonstrar tendência contínua de queda à meta de 2%. O dirigente acredita que ainda é possível alcançar um "pouso suave" da economia europeia, mas alerta que os riscos de baixa para o crescimento econômico aumentaram nos últimos meses e geram temores sobre possível deterioração no futuro. Stournaras afirmou também se posicionar contra a utilização de outras ferramentas para aumentar o aperto monetário na zona do euro, particularmente se envolver a redução nos portfólios de títulos adquiridos pelo Programa de Compras de Emergência na Pandemia (PEPP, na sigla em inglês). Para ele, diminuir este portfólio antes do fim de 2024 significaria uma "quebra de comprometimento" e prejudicaria a credibilidade do BCE, "assim como a efetividade de nossa política".

Grécia

Comentando sobre a economia da Grécia, Stournaras revelou que o BC pode revisar para baixo projeções de crescimento e de inflação. Conforme o dirigente, a Grécia deve crescer 2,4% neste ano e 2,5% em 2024 e em 2025, ante projeções anteriores de avanços de 2,2%, 3,0% e 2,7%, respectivamente. Já a inflação do país deve ficar em 4,3% em 2023, mas desacelerar para alta de 3,5% em 2024 e de 2,2% em 2025 - em vez dos 3,8% e 2,3%, respectivamente, previstos anteriormente nos dois últimos casos.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Stournaras, do BCE, prevê que juros podem sofrer corte no 3º trimestre de 2024"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!