Economia

Confira o calendário de saque do FGTS de até R$ 1 mil

O benefício pode ser sacado por trabalhadores que têm contas ativas e inativas do FGTS

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Confira o calendário de saque do FGTS de até R$ 1 mil
fonte: Divulgação

O governo liberou o saque de até R$ 1 mil para trabalhadores que têm contas ativas e inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os saques serão liberados a partir do dia 20 de abril.

continua após publicidade

De acordo com a Caixa Econômica Federal, o benefício, que é um direito do trabalhador com carteira assinada, só pode ser obtido em situações específicas, como demissão sem justa causa, na compra da casa própria ou na aposentadoria. 

Porém, as pessoas que trabalham com carteira assinada poderão sacar o dinheiro por causa de uma Medida Provisória que o governo divulgou no mês passado. O documento possibilita o saque de até R$ 1 mil. 

continua após publicidade

O seguinte calendário, que é dividido por mês de nascimento, foi divulgado: 

Confira o calendário de saque do FGTS de até R$ 1 mil fonte: Divulgação/Caixa

Qualquer pessoa que tiver conta vinculada do FGTS, ativa ou inativa, poderá sacar. 

continua após publicidade

Como pedir o saque?

Não será preciso solicitar. O dinheiro vai ser disponibilizado automaticamente na conta do trabalhador no Caixa Tem, aplicativo que pode ser encontrado na Play Store, no caso de celulares Androids, ou na Apple Store, para aparelhos iOS.  

Se o beneficiário não tiver uma conta no Caixa Tem, a Caixa Econômica Federal vai abrir uma conta em nome do trabalhador automaticamente.

continua após publicidade

A movimentação do valor do saque emergencial poderá, inicialmente, ser realizada por meio digital com o uso do aplicativo Caixa Tem.

Após o crédito dos valores na conta poupança social digital, já será possível pagar boletos e contas ou utilizar o cartão de débito virtual e QR code para fazer compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos, por meio do aplicativo.

Com informações do g1.