Cotidiano

7º suspeito de envolvimento no assassinato do jogador Daniel vai depor na tarde desta segunda-feira

Da Redação ·
Eduardo Purkotte Chiuratto foi preso na quinta-feira (15) (Reprodução) Eduardo Purkotte Chiuratto foi preso na quinta-feira (15) Foto: Reprodução
Eduardo Purkotte Chiuratto foi preso na quinta-feira (15) (Reprodução) Eduardo Purkotte Chiuratto foi preso na quinta-feira (15) Foto: Reprodução

O sétimo suspeito de envolvimento na morte do jogador Daniel, Eduardo Purkote Chiuratto vai prestar presta depoimento nesta segunda-feira (19) na Delegacia da Polícia Civil de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O depoimento, previsto para ocorrer às 10 horas, foi transferido para a tarde desta segunda-feira.

continua após publicidade

Eduardo Purkote foi preso na quinta-feira (!5) durante o feriado da proclamação da República. “Está desesperado, chorando muito, preocupado porque não sabe o que está acontecendo”, relatou o advogado Ricardo Dewes no dia prisão.

O rapaz, de 18 anos, seria de uma família bem estruturada, de boa índole e que não pratica delitos. “Os pais estão dando todo o apoio para que ele diga a verdade”, explicou a defesa de Eduardo Purkote, preso em um condomínio de luxo em São José dos Pinhais, na quinta-feira (15).

continua após publicidade

Sem pedido de  habeas corpus 
O advogado acrescentou que não vai entrar com um pedido de habeas corpus no momento para mostrar a boa vontade de Eduardo Purkote Chiuratto em esclarecer a morte do jogador Daniel.

Para o defensor do rapaz, a medida poderia ser interpretada de outra forma pela Justiça. “Ele vai estar se ocultando, vai sair da prisão e deixando de prestar esclarecimentos. A gente quer deixar claro que ele quer prestar depoimento”, garantiu.

Ainda de acordo com a defesa, “a única coisa que justifica a prisão é o esclarecimento. O tempo todo a gente se coloca à disposição para prestar depoimento”, disse.

continua após publicidade

Presos no caso Daniel
Eduardo tem um irmão gêmeo que não é acusado de envolvimento no caso do jogador assassinado. Ao todo, sete pessoas estão presas por suspeita da morte de Daniel Correa: Edison Brittes, Cristiana Brittes, Allana Brittes, David Willian Vollero da Silva, Ygor King, Eduardo Henrique Ribeiro da Silva e Eduardo Purkotte.

Família Brittes permanece presa suspeita de
envolvimento na morte de Daniel (Reprodução)

Fonte: RicMais