Mais lidas
Cotidiano

Após confessar assassinato da esposa, policial diz que agiu a pedido de ET

.

Sheila Cavalcante, de 41 anos, foi morta a tiro pelo marido - Foto - Reprodução/Facebook
Sheila Cavalcante, de 41 anos, foi morta a tiro pelo marido - Foto - Reprodução/Facebook

O comissário da Polícia Civil Geraldo da Silva Bezerra, de 41 anos, que assassinou a esposa em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, nesta semana, alegou durante a confissão que cometeu o crime a mando de um ET (Extraterrestre). A mulher, Sheila Cavalcante, também de 41 anos, morreu após ser baleada.

O delegado Francisco Diógenes, responsável pela investigação, falou sobre o caso.  “Não há testemunhas que tenham presenciado os fatos. O que o comissário conta é que atirou propositalmente e fez isso a pedido de um ET. Depois de ter atirado, ele ligou para a Polícia Militar e explicou o que havia acontecido”, disse Diógenes.

De acordo com ele, o comissário começou a falar sobre ETs, o que deixou a esposa irritada. Por causa disso, ela foi dormir na casa dos pais..  “Ele disse que começou a falar sobre extraterrestres e ela se irritou porque não gostava do assunto e foi até a casa dos pais. Na quarta, quando ela retornou para casa, ele atirou contra Sheila”, acrescentou o delegado.

Filha ficou abalada
A filha do casal, que não teve a idade divulgada, estava na residência e ficou abalada com o que aconteceu. O comissário, que permanece preso, estava lotado na Delegacia de Homicídios de Goiana.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber