Cotidiano

Brasília se transforma em praça de guerra durante manifestação contra Temer; veja vídeo

Da Redação ·
Brasília registrou hoje protesto de proporção antológica - Foto - Reprodução/twitter
Brasília registrou hoje protesto de proporção antológica - Foto - Reprodução/twitter

Manifestantes, representantes das principais centrais sindicais e diversos movimentos sociais protestam em Brasília nesta quarta-feira (24) contra as reformas trabalhista e da Previdência do governo de Michel Temer, além de pedir a saída do presidente. 

continua após publicidade

Todos os prédios da Esplanada dos Ministérios foram evacuados nesta tarde após os manifestantes colocarem fogo nos ministérios da Agricultura e da Fazenda. Ao menos mais três prédios foram depredados.

Durante o protesto, participantes do ato e Polícia Militar entraram em confronto. Foram disparadas bombas de gás e de efeito moral. A cavalaria da PM chegou a investir contra os manifestantes, que responderam jogando pedras e paus.

continua após publicidade

O presidente Michel Temer pediu o reforço das tropas federais para proteger o Palácio do Planalto e os Ministérios das ações dos manifestantes. Segundo relatos de testemunhas, uma pessoa foi ferida a tiro.   

Por volta das 16 horas o Corpo de Bombeiros informou que o fogo foi controlado e os manifestantes começaram a dispersar. A confrontação, no entanto, continuou durante a tarde com ininterruptas bombas de gás jogadas pela polícia contra os manifestantes. 

35 mil manifestantes
Conforme a Secretaria de Segurança do DF, cerca de 35 mil pessoas ocupam a esplanada dos Ministérios nas manifestações de hoje.

O ministro da Defesa do Brasil, Raul Jungmann, anunciou durante a tarde que o presidente Michel Temer decretou o uso de tropas federais para garantir a ordem e a segurança em Brasília, onde milhares de manifestantes marcham contra o atual governo e suas polêmicas reformas.