Cotidiano

Mãe não pretende separar gêmeas que nasceram unidas pelo abdômen

Da Redação ·
 Callie e Carter com a mãe Chelsea, o pai Nick e o irmão Jaysin: família unida Foto: Caters/Metro
Callie e Carter com a mãe Chelsea, o pai Nick e o irmão Jaysin: família unida Foto: Caters/Metro

A norte-americana Chelsea Torres, de 22 anos, deu à luz às gêmeas Callie e Carter em 30 de janeiro, contrariando as expectativas dos médicos, que lhe recomendaram fazer um aborto. As duas bebês nasceram ligadas pelo abdômen e permanecem assim e assim devem ficar, conforme a vontade manifestada pela mãe.

continua após publicidade

As gêmeas estão agora em casa em Blackfoot, Idaho, nos Estados Unidos. A mãe das meninas teve uma gravidez de risco e os médicos inicialmente não descartaram a possibilidade de que as gêmeas teriam puco tempo de vida. Mas depois do nascimento constataram que as bebês estão bem de saúde. Segundo Chelsea, os médicos dizem que as meninas são saudáveis e não recomendam a separação.

Mãe não pretende separar gêmeas que nasceram unidas pelo abdômen fonte: Reprodução
continua após publicidade

Chelsea Torres e seu outro filho Jaysin, de três anos, se mudaram provisoriamente para Houston, Texas, para ficar mais perto de um hospital especializado, onde as gêmeas unidas ficaram hospitalizadas. Depois de voltar para casa, ela disse que a família está se acostumando lentamente com a rotina de ter filhos assim em casa.

Mãe não pretende separar gêmeas que nasceram unidas pelo abdômen fonte: Reprodução

Roupas a assentos diferentes
"Suas roupas e assentos de carro são completamente diferentes. Nós temos que costurar suas roupas e o assento de carro é feito sob encomenda ", afirma a mãe. "Algumas pessoas ficam nos olhando fixamente sem falar nada e outras dizem que estão acompanhando a nossa jornada", completa Chelsea Torres.

As informações são do portal britânico Metro