Cotidiano

Astrônomos fazem primeiro protesto espacial contra Trump

Da Redação ·
Astrônomos amadores organizaram o que chamaram de
Astrônomos amadores organizaram o que chamaram de

Voluntários da Autonomous Space Agency Network (ASAN), uma entidade de astrônomos amadores que promovem a exploração espacial particular, organizaram na semana passada o que chamaram de "a primeira manifestação espacial" contra Donald Trump.

continua após publicidade

Eles estamparam num balão estratosférico - que consegue chegar até ao limite da atmosfera terrestre - uma mensagem para o presidente dos Estados Unidos.

O texto, intencionalmente feito como se fosse um tweet e mostrado com a curvatura da Terra ao fundo, é curto e direto: "Olha para isto, filho da p..."

continua após publicidade

ideia para tal manifestação surgiu em decorrência de dois hábitos do atual presidente dos EUA: o de Trump de comunicar pelo Twitter e de uma célebre frase de um astronauta da Apollo 14.

Astrônomos fazem primeiro protesto espacial contra Trump fonte: Reprodução

'Políticas internacionais parecem tão mesquinhas'
Foi Edgar Mitchell, o sexto homem a pisar na Lua, quem afirmou: "De lá, na Lua, as políticas internacionais parecem tão mesquinhas. Dá vontade de agarrar num político pelo pescoço e arrastá-lo para um quarto de milhão de milhas lá para cima e dizer-lhe - 'olha para isto, filho da p...'"

continua após publicidade

Como não podiam expressar a insatisfação diretamente a Donald Trump, os voluntários da ASAN enviaram-lhe a mensagem via Twitter e pelo YouTube.

Com informações do portal da ASAN