Cotidiano

Cerca de 3 mil integrantes do MST bloqueiam novamente a BR-277 

Da Redação ·
A PRF confirmou que aproximadamente 3 mil manifestantes do MST bloquearam novamente a BR-277 nesta sexta-feira - Foto: Divulgação/PRF
A PRF confirmou que aproximadamente 3 mil manifestantes do MST bloquearam novamente a BR-277 nesta sexta-feira - Foto: Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou que aproximadamente 3 mil manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) bloquearam novamente, nessa sexta-feira (20) pela manhã, o tráfego de veículos na BR-277, em Nova Laranjeiras, no Centro-Oeste do Paraná. Motoristas que precisarem passar pelo local podem desviar por Candói, Chopinzinho, Quedas do Iguaçu, Boa Vista da Aparecida e Cascavel, com aumento de percurso em cerca de 130 quilômetros. De acordo com lideranças dos sem terra, o protesto é contra a reintegração de posse da Fazenda Santa Maria, de propriedade de investigados da Operação Lava Jato.

A fazenda está ocupada por cerca de 2,5 mil pessoas desde o dia 18 de março. A PRF informa que não há previsão de liberação da pista. O MST pede audiência com o governador Beto Richa (PSDB) para discutir sobre as áreas em conflito agrário no Paraná. Na noite de quarta-feira (18), cerca de 500 integrantes do movimento já haviam fechado a BR-277. O bloqueio durou 24 horas terminando na noite de quinta-feira (19).

SUSPENSÃO DE REINTEGRAÇÕES
O MST quer ainda o afastamento imediato de Valdir Rossoni da Secretaria da Casa Civil e a suspensão das reintegrações de posse por parte Secretaria de Segurança Pública (SESP).

ACORDO REVISTO
Segundo a assessoria de imprensa do governo do Paraná, um acordo foi firmado para a realização de uma reunião, na próxima semana, entre representantes do governo e do MST condicionada à liberação de todos os bloqueios. O governo já declarou que vai rever o acordo com a nova interdição na BR-277.

NORTE DO ESTADO
Na BR-369, em Arapongas, na região norte do Estado, uma praça de pedágio da concessionária Viapar também está ocupada desde ontem pela manhã. Aproximadamente cem integrantes do MST mantêm as cancelas abertas, deixando que os carros passem sem pagar. Na quinta-feira, outra praça de pedágio, em Mandaguari (BR-376), foi ocupada pela manhã e liberada no final da tarde.

continua após publicidade