Mais lidas

    Arapongas

    ARAPONGAS

    Emoção: família que adotou 4 irmãos revela sexo de bebê

    O casal, que mora em Arapongas descobriu a gestação durante a adoção

    Emoção: família que adotou 4 irmãos revela sexo de bebê
    Foto por Arquivo pessoal
    Escrito por Silvia Vilarinho
    Publicado em 08.05.2021, 15:56:53 Editado em 08.05.2021, 16:02:39
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Um dia de grandes emoções. A família Weiss, de Arapongas, descobriu neste sábado (8) qual o sexo do bebê que Regiane espera. É uma menina. Ela e o marido, Álvaro, adotaram quatro irmãos e agora esperam pela Daniela.

    Regiane não imaginava que poderia ter um filho biológico, foram anos de tentativas. Quando descobriu a gestação, a alegria se multiplicou ainda mais. A família descobriu a gravidez durante a adoção de quatro irmãos.  “A gestação está ótima graças a Deus, os enjoos diminuíram, a barriga já está bem aparente. Confesso que com a correria do dia a dia com as crianças, as vezes nem me lembro que estou grávida e isso tem sido bom, pois não tenho tempo para ansiedades e medos da gestação”, muito feliz, conta a mãe. 

    A rotina mudou, a casa agora está cheia. Após 15 anos tentando ser mãe, Regiane que tem 36 anos se vê realizada. 

    Em fevereiro o casal entrou na fila de adoção, logo depois já foram habilitados e em março adotaram as crianças. No perfil, eles aceitavam grupos de irmãos, crianças com até 10 anos, não importava raça, sexo e crianças com doenças tratáveis.

    Há quase dois meses juntos, Regiane, o marido e as crianças forma agora uma grande família, a espera de um bebê. “Estamos bem, vivendo os dias mais intensos, cansativos e felizes das nossas vidas. O período de adaptação se resume em amor, dedicação e desafio, educar os filhos é tarefa árdua, e não importa a via em que os filhos chegaram, biológica ou adotiva, educar, amar, ensinar, dar bons exemplos é sempre necessário amor, dedicação e superação de desafios é exatamente isso que estamos vivendo, só que multiplicado por 4.  Sem clichês, acho difícil encontrar uma mãe mais feliz que eu”, disse a mãe. 

    A vida do casal, claro, mudou completamente. A correria é grande, mas para eles, a recompensa é ver a alegria no rosto dos irmãos. “As crianças são felizes, os rostinhos mudaram, a fisionomia deles é mais alegre, e isso para nós é incrível, podemos ver que todos estão voltando a ser crianças, sem tanta responsabilidade e preocupação. Hoje a casa já não é mais tão organizada, a rotina mudou, temos horário regrados e apertados para tudo, não temos mais tempo livre, o dia todo temos alguma demanda com as crianças, estudos, higiene, alimentação, recreação. Uma opção nossa como pais foi regular a quase zero o uso da TV e eletrônicos em casa, e para isso precisamos nos reinventar diariamente para distraí-los. Então, temos atividades escolares, brincadeiras, plantamos na horta, brincamos no quintal, fazemos muitas coisas juntos e isso demanda tempo, dedicação, muita sujeira e bagunça. Hoje a casa não é mais tão organizada e nosso tempo sozinhos não existe, mas não trocaria por nada a alegria, e o barulho dos nossos dias. Hoje nossa casa tem vida, e vida em abundância”, ressalta. 

    Neste domingo (9) dia das mães, Regiane vai viver finalmente o grande sonho. “Acho que a ficha ainda não caiu que domingo será meu primeiro dia das mães, almoçaremos com a minha mãe, e meus esposo estará de serviço no domingo, então será um dia meu com eles mesmo, foi um dia muito sonhado por mim, planejei por muitos anos como seria meu primeiro dia das mães como mãe, mas hoje estou deixando acontecer, e tenho certeza de que será especial, emocionante e cheio de amor e afeto. É um grande sonho se realizando, não encontro palavras para expressar”, destaca. 

    Sobre a adoção, Regiane garante que foi a melhor decisão e ainda deixa um recado para quem sonha em ser mãe, já pensou em adoção, mas ainda não deu o primeiro passo. “É difícil dizer em poucas palavras sobre a adoção, a única coisa que eu posso dizer é que se alguém tem o sonho mesmo que adormecido de adotar, busque tornar esse sonho realidade, adote, com certeza sua visão de mundo e sua vida terão sentidos completamente diferentes, não temos como permanecer os mesmos após a adoção, tudo muda, nossas prioridades mudam, o sentindo da vida muda. Mas sempre vale um alerta a quem deseja adotar. Qual é a sua intenção em adotar? A intenção deve ser a de constituir ou aumentar a família, adoção não é para dar uma oportunidade melhor para a criança, isso é consequência de uma adoção responsável e bem planejada, não é o fim. Adotar é ter filhos tão seus como qualquer filho biológico, não existe diferença.  Adote por você, pelo seu sonho, pela sua família, adoção é amor, dedicação, afeto, é paternidade real, adoção não é caridade”, finaliza.

    Mais matérias de Arapongas

    Deixe seu comentário sobre: "Emoção: família que adotou 4 irmãos revela sexo de bebê"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.