Arapongas

Câmara de Arapongas abrirá CPI para investigar vereador

Paulo César de Araújo foi preso suspeito de agredir três mulheres

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Câmara de Arapongas abrirá CPI para investigar vereador

A Câmara Municipal de Vereadores de Arapongas vai instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o vereador Paulo César de Araújo (DEM), o Pastor do Mercado, preso segunda-feira (31), suspeito de agredir três mulheres.

continua após publicidade

O presidente da Casa de Leis, Rubens Franzin Manoel, informou ao TNOnline que os membros do legislativo municipal reuniram-se na manhã desta terça-feira (1º) com o setor jurídico a fim de definir quais medidas cabíveis serão tomadas a respeito do caso.

“Decidimos com todos os vereadores que vamos montar uma CPI. Se Paulo César cometeu esse ato, com certeza terá que pagar. A Câmara não é conivente com esse tipo de conduta em hipótese alguma. Nenhum dos vereadores da Casa de Leis é conivente”, enfatizou Manoel.

continua após publicidade

O presidente da Câmara informou ainda que não conseguiu contato com os familiares do Pastor do Mercado e não sabe detalhes sobre quais circunstâncias os crimes foram praticados.

PRISÃO
Segundo informações da Polícia Civil, o mandado de prisão preventiva contra o vereador foi cumprido na segunda-feira (31). Ele é suspeito de agredir três mulheres, incluindo uma idosa, de 62 anos, que sofreu várias lesões no braço e precisou passar por cirurgia. O ato violento aconteceu no dia 24/01/2022.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, as outras duas vítimas foram agredidas em datas diferentes, e uma delas teria fraturado o nariz. A reportagem tenta contato com a polícia para descobrir a motivação das agressões e qual seria ligação entre o parlamentar e as vítimas. A reportagem também tenta falar com a defesa do vereador.