Mais lidas
Arapongas

Prefeitura de Arapongas freia nomeação de comissionados

.

Prefeito pretende baixar o percentual do limite prudencial. (Foto: Prefeitura de Arapongas)
Prefeito pretende baixar o percentual do limite prudencial. (Foto: Prefeitura de Arapongas)

O prefeito de Arapongas, Sérgio Onofre da Silva (PSC), está tentando manter a folha salarial do funcionalismo dentro do percentual do orçamento do Município permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). 

Ele informa que assumiu a Prefeitura já com o limite estourado em 56%, ou seja, 4,76% a mais do limite prudencial de 51,30% estabelecido por lei.Neste mês de janeiro, a administração municipal espera baixar as despesas com o quadro de pessoal para 51,8%. 

Para tanto, Sérgio Onofre assinala que está evitando a nomeação de servidores para cargos comissionados e cortando todo tipo de horas extras.Para Sérgio Onofre, o problema é que a gestão anterior elaborou e aprovou um plano de carreira e salários, em 2015, de forma inadequada, o que agora está trazendo transtornos para a administração municipal. Ele estuda a possibilidade de fazer uma revisão deste plano. 

A Prefeitura de Arapongas tem cerca de 3 mil funcionários e uma folha salarial de R$ 8,5 milhões.Onofre frisa ainda que a gestão anterior informou ter deixado em caixa R$ 7 milhões de recursos livres. “Na realidade deixou apenas R$ 1 milhão, porque o dinheiro já estava quase todo comprometido restos a pagar”, diz.

(Leia a matéria completa nas edições digital e impressa da Tribuna do Norte)

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber