Apucarana

Suspeitos de assassinato se apresentam na delegacia

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Suspeitos de assassinato se apresentam na delegacia
fonte: Arquivo TN
Suspeitos de assassinato se apresentam na delegacia

Dois homens, pai e filho,  suspeitos de assassinato em Apucarana se apresentaram na delegacia na noite de quinta-feira (12). Eles prestaram depoimento, depois foram liberados. 

continua após publicidade

A motivação do crime seria vingança. Segundo os suspeitos, o homem que foi assassinado teria tentado matar um familiar deles.  Os dois foram ouvidos e liberados. O caso segue sendo investigado. 

"Eles explicaram esse homicídio que aconteceu no último dia seis, os dois confessaram o crime. A motivação, essa história vem desde julho, o irmão e filho dos envolvidos era usuário de drogas, e devia dinheiro para a vítima. A partir dessa dívida, o homem que foi assassinado começou a realizar ameaças. Além de ameaçar, lá pelo mês de julho, a vítima fatal chegou a atingir um tiro  no pescoço do outro rapaz e ele continuou ameaçando essa pessoa e os familiares. Os familiares com medo, foram até a casa do Rodrigo, e quando viram o irmão de 26 anos atirou contra Rodrigo, que morreu dentro da casa dele", explicou o delegado Marcus Felipe da Rocha.

continua após publicidade

Ainda segundo o delegado, as investigações já aprontavam para pai e filho. "Nós já estávamos para pedir a prisão deles, mas como eles se apresentaram dando declarações vamos continuar investigando. Vamos ouvir testemunhas por que sabemos que o Rodrigo quando foi assassinado" comenta. 

Os suspeitos repassaram detalhes de como o crime aconteceu. "O filho de 26 anos atirou, o pai estava dirigindo o carro. Eles contaram que se anteciparam, que estavam com medo de que Rodrigo matasse o familiar. O irmão comprou a arma e foram para matar, quando viram Rodrigo na frente da casa dele,  foram feitos os disparos ", finaliza o delegado. 

Rodrigo Domingues dos Santos, foi vítima de disparos de 04 tiros de revólver. O crime aconteceu na sexta-feira (06), na Rua Belize, bairro Vale Verde. 

O nome dos suspeitos não foi revelado.