Apucarana

Sanepar continua com captação emergencial em Apucarana

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Sanepar continua com captação emergencial em Apucarana
Sanepar continua com captação emergencial em Apucarana

A Sanepar continua sem poder captar água no Rio Caviúna em Apucarana em função do acidente ambiental, provocado pelo despejo irregular de resíduos de uma granja na região da Colônia Esperança, que há um mês compromete a qualidade da água.

continua após publicidade


O lançamento irregular de resíduos no rio, que é responsável por 70% da produção de água da Sanepar na cidade, obrigou a companhia a utilizar o sistema emergencial, com a captação de água no rio Pirapó.

Técnicos da Sanepar e do Instituto Água e Terra (IAT), órgão estadual de controle ambiental, estão acompanhando o trabalho de limpeza e recuperação da área que deu origem ao problema, porém a situação ainda não foi resolvida pelo agente poluidor. 

continua após publicidade

Por questão de segurança e garantia de controle de qualidade, o abastecimento em Apucarana segue na dependência da vazão limitada do Rio Pirapó, que é uma fonte emergencial, e do sistema de poços existente.  Por isso, é muito importante a população adotar hábitos de uso econômico e consumo racional da água. 

“Temos operado com um déficit de 10 litros por segundo sem o Caviúna. A população precisa nos ajudar, pois o consumo está elevado e, nos dias quentes, registra-se despressurização nos pontos mais altos e distantes do centro de reservação”, resume o gerente regional da Sanepar em Apucarana, Luiz Carlos Jacovassi. 

ENTENDA O CASO – A Sanepar suspendeu a utilização do Rio Caviúna no dia 18 de fevereiro, quando técnicos identificaram mudanças no aspecto da água captada neste manancial. Seguindo protocolo de gestão de crise e os critérios de segurança operacional, passou-se a captar água no Pirapó. Diversas ações de órgãos ambientais e de autoridades de Apucarana e Arapongas foram tomadas para a mitigação dos danos ao manancial, porém sem avanços importantes. 

continua após publicidade

A partir de vistorias e monitoramento do manancial, a Sanepar avalia que ainda não há condições ambientais favoráveis à retomada da captação de água no Caviúna, neste momento.