Apucarana

Prefeitura vai contratar guardas armados para cemitérios

Após série de furtos, uma licitação está em andamento para a contratação dos vigilantes; assista

Da Redação ·

Após uma sequência de furtos de objetos dos túmulos dos cemitérios de Apucarana e pelo menos seis boletins de ocorrência registrados pela Autarquia de Serviços Funerários (Aserfa), a prefeitura deverá realizar licitação para a contratação de guardas armados para realizar a segurança dos locais no período noturno. A informação foi confirmada nesta quarta-feira, 09, pelo diretor-presidente da Aserfa José Airton Deco de Araújo.

continua após publicidade

Segundo Deco, os ladrões começaram com pequenos furtos há meses e recentemente, chegaram ao ponto de levar imagens de bronze com mais de 100 quilos. Ainda segundo ele, a forma como as imagens foram levadas é um mistério, pois os portões não foram arrombados. "Acredito que eles tenham passado essas estátuas de alguma forma por cima do muro, pois os portões não foram abertos. esses ladrões não estão roubando apenas bem materiais, mas bens sentimentais das famílias. Eu espero que a nossa polícia esteja empenhada em solucionar essas situações, aqui nos arredores do cemitério temos diversas residências e comércios com câmeras de segurança, que podem ajudar a identificar os responsáveis", disse.

O diretor-presidente da Aserfa afirmou que uma reunião foi realizada para contratar de forma emergencial, seguranças armados para fazer a vigilância dos cemitérios durante a noite.

continua após publicidade

"Estive reunido com o prefeito Junior da Femac, o secretário Nikolai Cernesku Júnior e representantes da Guarda Civil Municipal, decidindo a respeito de uma licitação emergencial  para a contratação de guardas armados para fazer a vigilância dos cemitérios a noite. Eu fico triste de chegar nesse ponto, nunca imaginei que isso pudesse acontecer em nossa cidade", declarou Deco.

Vítimas oferecem recompensa

Cesar Campoy representa uma das famílias lesadas pelos ladrões de túmulos. Os bandidos levaram uma estátua de bronze que pesa mais de 50 quilos e que estava há pelo menos 50 anos instalada no local. Ele conta que lamenta a situação e tem esperança de encontrar a peça.

continua após publicidade

"É um sentimento de profunda indignação, se tratava de uma peça da família mandada fazer pelo meu bisavô, de grande valor sentimental. Era um símbolo que a família tinha e nós temos esperança de recuperar, por isso nós nos reunimos e decidimos oferecer uma recompensa para quem nos devolver, no valor de mil reais. Eu peço que quem souber onde está, entre em contato com a polícia, entregue para as autoridades e será recompensado", disse Campoy.

Outra família de Apucarana oferece recompensa a quem devolver ou dar informações que levem até o paradeiro de uma estátua furtada do Cemitério Cristo Rei. A escultura, feita de bronze, foi arrancada do jazigo onde estão sepultados os familiares da apucaranense Maria Elisa Pacheco Sacchelli, que soube do fato há aproximadamente uma semana, por meio da responsável pela limpeza do túmulo. A família Sacchelli está disposta a dar uma recompensa em dinheiro se obter a peça de volta.

Por Aline Andrade