Apucarana

Polícia de Apucarana realiza megaoperação contra o tráfico de drogas

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Polícia de Apucarana realiza megaoperação contra o tráfico de drogas
Polícia de Apucarana realiza megaoperação contra o tráfico de drogas

 Cerca de 130 policiais entre civis e militares, com apoio da guarda civil municipal de Apucarana, realizaram, no início da manhã desta sexta-feira (22) uma megaoperação policial denominada "Alva" no Residencial Solo Sagrado. O trabalho teve o apoio de helicópteros do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA).

continua após publicidade

A operação realizou o cumprimento de 34 Mandados de Busca e Apreensão domiciliar, expedidos pela 1° e 2° Vara Criminal de Apucarana, onde os Juízes e promotores, autorizaram as buscas, dando conta de suspeição de vendas de drogas ilícitas, receptação de objetos com origem duvidosas, armas ilegais, entre outros delitos.

Duas pessoas foram presas, uma delas em flagrante com uma arma de fogo irregular e outra pessoa foi presa por estar com um mandado de prisão em aberto. Durante a operação, os policiais apreenderam, além da arma de fogo, munições, drogas, rádios comunicadores e vários objetos com procedência duvidosa.

continua após publicidade

O trabalho foi deflagrado após intensas investigações e denúncias da comunidade local. De acordo com o delegado titular da 17ª Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana Dr. Marcus Felipe da Rocha, traficantes estariam coagindo moradores do Solo Sagrado. “Alguns moradores estariam sendo coagidos a esconder drogas em suas residências e outros estavam até mesmo sendo expulsos de suas casas pelos bandidos. A operação foi deflagrada, mas as investigações continuam a partir de agora, baseadas nos celulares apreendidos e nas conversas que tivemos com a comunidade.  Também estaremos investigando a questão da posse das casas, para saber se o adquirente é realmente o morador e repassar essas informações para os órgãos oficiais federais”, revelou o delegado.

O comandante do 10º Batalhão da PM de Apucarana, tenente-coronel Roberto Francisco Cardoso afirmou que o trabalho foi feito com base em um amplo planejamento. “Baseados nos trabalhos de Inteligência da PM, aliados as investigações da polícia civil, pudemos hoje realizar este trabalho e demonstrar para a população daquela região que a polícia está presente e atenta as demandas da comunidade”, apontou.