Apucarana

"Nenhuma pessoa foi vacinada com soro", diz diretor da saúde

Segundo Kaneta, mesmo com a atuação da da falsa enfermeira, todos receberam doses do imunizante.

Da Redação ·

O diretor presidente da Autarquia Municipal de Saúde de Apucarana, Roberto Kaneta, disse na manhã desta segunda-feira (17), que mesmo com a atuação da falsa enfermeira no sistema de vacinação no 'Lagoão',  todos receberam doses do imunizante. 

continua após publicidade

Kaneta ainda afirmou que nenhum idoso foi vacinado com soro. "As pessoas que receberam a vacina, todas as doses aplicadas no lagoão, foram de vacina. Nós temos recebidos vários questionamentos principalmente da questão de ter recebido o soro. Gostaríamos de tranquilizar que em nenhum momento o nosso sistema de vacinação utiliza o soro, não existe no processo de preparação da vacinação de nenhum produto como água ou soro, na preparação da vacina", destaca.

O diretor da Autarquia ainda disse que no próprio depoimento da falsa enfermeira, ela garantiu que não aplicou soro no lugar das doses. "A própria voluntária disse no depoimento que em nenhum momento deixou de aplicar a vacina. Todas as doses aplicadas no Lagoão foram de vacina, a população pode ficar tranquila em relação a isso", ressalta.

continua após publicidade

Confirma a entrevista completa:

 "Nenhuma pessoa foi vacinada com soro", diz diretor da saúde - Vídeo por: tnonline  

O caso envolvendo a falsa enfermeira que atuou na vacinação em Apucarana terá desdobramentos. Nesta segunda-feira (17), o Ministério Público dará continuidade às investigações com intuito de esclarecer todos os mistérios em torno do caso. 

continua após publicidade

O delegado chefe de Apucarana, Marcus Felipe da Rocha Rodrigues, informou que a falsa enfermeira atuou como voluntária na campanha de vacinação desde o dia 16 de abril lotada na parte interna do Ginásio de Esportes Lagoão.

Ainda, de acordo com o depoimento, ela confessou o desvio das vacinas, mas negou ter vendido o imunizante. Disse que pegou as doses para imunizar uma família conhecida dela. "Ela também afirmou, e isso é importante salientar para população, até porque tem ocorrido diversos boatos a respeito, que jamais aplicou soro nas pessoas que estavam sendo vacinadas. Ela frisa isso em depoimento e não há elemento nenhum que sugira que essa prática ocorreu", afirma o delegado.

Silvânia Regina Del Conte admitiu para o delegado que não tem capacitação profissional e contou as datas que as vacinas foram subtraídas. Um dos frascos teria sido desviado no dia 8 de maio e outro no dia 11 do mesmo mês.

continua após publicidade

O vereador Lucas Leugi (PP) foi quem denunciou aos MP,  por meio da 2ª Promotoria que começou investigar o caso. Na sexta-feira (14) a prefeitura de Apucarana informou que abriu uma sindicância para apurar o caso.