Apucarana

Motorista de BMW que matou pai e filha vai a júri

O tribunal do júri vai se reunir na primeira semana de março para julgamento do motorista, que continua preso

Da Redação ·
A BMW ainda no local do acidente em que morreu a criança de um ano e o pai
fonte: PRF
A BMW ainda no local do acidente em que morreu a criança de um ano e o pai

O caso do motorista de uma BMW que se envolveu num grave acidente em que morreram uma criança de um ano e o pai, um homem de 31 anos, vai a júri na primeira semana de março, em Apucarana. O acidente ocorreu em abril de 2020. Este será o primeiro júri do ano em Apucarana, e também um dos primeiros depois de um longo período em que os tribunais do júri deixaram de ser realizados por conta das normas de segurança sanitária adotadas em decorrência da pandemia da Covid-16. Dois outros júris foram realizados no final de 2021, mas sem a presença de público.

continua após publicidade

O acidente ocorreu na Avenida Brasil, em Apucarana, que é extensão da BR 369. O veículo BMW, com placas de Primeiro de Maio, região Norte do Estado, era ocupado por duas pessoas, o condutor, um homem que teria fugido do local do acidente, e uma moça de 23 anos, que teve escoriações leves.  Eles seguiam no sentido Arapongas, quando na altura do quilômetro 199, o motorista teria perdido o controle do veículo em uma curva, quando invadiu a pista contrária e atingiu o VW Gol, que seguia em sentido contrário. Neste veículo VW Gol com placas de Apucarana, haviam quatro pessoas da mesma família. Pai, mãe e dois filhos menores.

No acidente, a criança de um ano morreu ainda no local e o pai, que dirigia o veículo, chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital da Providência, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada. A mãe sofreu lesões graves e um bebê de 18 dias, também sofreu lesões graves.