Apucarana

Maio encerra com 2.169 casos de Covid em Apucarana

Aumento de casos positivos da doença preocupa autoridades de Saúde, sobretudo porque há mais de 51,7 mil pessoas em falta com a 3ª dose da vacina contra a doença

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia Maio encerra com 2.169 casos de Covid em Apucarana
fonte: Breno Esaki/Agência Saúde DF

Apucarana encerrou maio com uma morte e 2.169 casos confirmados de Covid-19, uma média de quase 70 casos por dia. Em comparação com abril, que registrou 136 confirmações, o número é 16 vezes maior. O aumento de casos positivos da doença preocupa as autoridades de Saúde do município, principalmente porque há milhares de pessoas com a terceira dose da vacina anticovid em atraso.

continua após publicidade

De acordo com o LocalizaSus - plataforma do Ministério da Saúde para divulgação de dados sobre imunização - Apucarana tem 51.767 em falta com a terceira dose. Até a tarde desta quinta-feira (2), a plataforma indicava que 63.327 doses de reforço foram aplicadas no município, o que corresponde a 55% do público alvo formado por 115.094 pessoas. 

IMUNIZAÇÃO DE ADOLESCENTES

continua após publicidade

Nesta sexta-feira (3), o município começa aplicar a dose de reforço para adolescentes de 12 a 17 anos que tomaram a 2ª dosehá mais de 4 meses. Até agora a 3ª dose estava disponível apenas para idades de 18 anos ou mais. A confirmação de inclusão do grupo foi autorizada por meio da nota técnica divulgada pelo Ministério da Saúde na última sexta-feira (27).

O secretário municipal da saúde, Emídio Bachiega, lembra também que em Apucarana, a imunização da 1ª dose e 2ª dose é liberada para a população de Apucarana a partir dos 5 anos. Já a 4ª dose da vacina da Covid é aplicada para faixa etária de 60 anos ou mais e profissionais da saúde, desde que tenham recebido a 3ª dose há mais de 4 meses.

“Reforçamos a necessidade de a população manter o esquema vacinal contra a Covid-19 em dia. Os casos da doença aumentaram nas últimas semanas e a imunização é essencial para que não tenhamos uma evolução também nos casos graves e que ocorram óbitos”, alerta o prefeito Junior da Femac. A vacinação é realizada na parte interna do ginásio do Complexo Esportivo Lagoão, das 8h30 às 17 horas, de segunda a sábado.

continua após publicidade

Por, Cindy Santos e assessoria

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News