Mais lidas

    Apucarana

    APUCARANA

    Família de homem que morreu em abordagem fala sobre o caso

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 23.04.2021, 15:33:36 Editado em 23.04.2021, 16:19:29
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Mesmo ainda em luto, as irmãs e a mãe de Anderson de Oliveira de 37 anos, falaram sobre a morte do familiar, que ocorreu durante uma abordagem da Polícia Militar (PM) na noite de quarta-feira (21). 

    Conforme a família, um adolescente de 13 anos estava na casa e testemunhou toda a ação da PM. "Muitas pessoas falando na internet, resolvemos falar o que sabemos para parar esses boatos. Depois que ele foi algemado ele recebeu spray de pimenta, não tinha motivo, depois ele já caiu desmaiado, todos caíram, os PMs perceberam que tinha algo errado, tentaram socorrer, chamaram o socorro. Pode ser infarto, mas o que aconteceu antes? isso que queremos saber", disse a irmã Andreia Boing

    As irmãs contestam a versão que Anderson pegou uma faca. "Como ele pegou uma faca com três policiais. Está muito estranho a história", desabafa a outra Adriana Boing.

    A mãe lamenta, pois queria ter entrado na casa e não foi autorizada. A família vai procurar o Ministério Público. "Eu tinha direito. Queremos justiça, uma vida vale a pena" disse a mãe. 

    A comunicação da Polícia Militar do Paraná repassou às 19h50 de quinta-feira (22), as informações da abordagem

    Confira:

    "Segundo o Boletim de Ocorrência registrado pelos policiais militares do 10º Batalhão, uma equipe policial patrulhava pelo bairro Núcleo Habitacional Dom Romeu Alberti, por volta de 18h25 de quarta-feira (21/04), quando ao se aproximar de um bar onde recaem denúncias sobre tráfico de drogas, perceberam um grupo em atitude suspeita. Um homem, de 37 anos, ao perceber a presença da viatura, correu do local com um objeto nas mãos e entrou numa casa anexa ao estabelecimento.

    Durante a fuga, conforme consta no Boletim, o rapaz dispensou o objeto, que depois foi constatado se tratar de uma porção de cocaína. O homem foi abordado posteriormente e seria encaminhado por desobediência e porte de drogas, mas ao receber voz de prisão, segundo o Boletim de Ocorrência, ele empurrou um dos policiais militares, que caiu no chão, e tentou ainda pegar uma faca que estava em cima do fogão. Outro policial tentou conter o suspeito, mas ainda assim ele continuava agressivo segundo o relato.

    O Boletim descreve ainda que foram aplicadas técnicas de uso seletivo da força para conter o homem mas, durante a situação, os policiais viram que ele estava sem sinais vitais devido a um aparente mal súbito. Iniciou-se rapidamente as manobras de reanimação e a equipe acionou o Siate e o Samu para prestar o atendimento"

    O Instituto Médico Legal, IML de Apucarana informou que um infarto agudo do miocárdio provocou a morte de Anderson


    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Apucarana

    Deixe seu comentário sobre: "Família de homem que morreu em abordagem fala sobre o caso"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.