Apucarana

Auxílio ao setor de eventos pode chegar a R$ 10 mil

159 empresas ou pessoas físicas de Apucarana preencheram o mapeamento

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Auxílio ao setor de eventos pode chegar a R$ 10 mil
Auxílio ao setor de eventos pode chegar a R$ 10 mil

Até o momento, 159 empresas ou pessoas físicas de Apucarana preencheram o mapeamento e, a partir de agora, a próxima etapa dos interessados é protocolar o pedido junto ao Programa Municipal de Auxílio Emergencial ao Setor de Eventos.

continua após publicidade

O valor dos recursos – destinados a empresas em geral, microempreendedores individuais e pessoas físicas – varia de R$ 1 mil a R$ 10 mil. Como o prazo para efetivar a solicitação se encerra na próxima semana, a coordenação do programa solicita que os interessados protocolem os documentos o mais rápido possível para evitar “correria” de última hora.

O prefeito Junior da Femac lembra que o Município fez um grande esforço para ajudar o setor, criando um programa inédito no Brasil e destinando recursos próprios no valor total de R$ 1 milhão. “Desse montante, foi estabelecido um teto financeiro de R$ 650 mil para empresas em geral, R$ 250 mil para microempreendedores individuais MEI’s e R$ 100 mil para pessoas físicas. Muitos empreendedores acham que não se enquadram no programa, no entanto a lei é abrangente e contempla diversos ramos de atividade”, ressalta Junior da Femac.

continua após publicidade

De acordo com o prefeito, podem acessar os recursos profissionais e empresas ligados à organização de festas, locação de espaço para eventos, locação de palco, coberturas e outras estruturas móveis, locação de aparelhos e equipamentos de som, prestação de serviços de entretenimento infantil, locação de brinquedos, serviços de cobertura fotográfica para eventos, produção de vídeo, serviços de alimentação por buffet , atividade de banda musical, espetáculos de som e luz, aluguel de trajes, atividades de animação e recreação, decoração de ambiente e comércio atacadista e varejista de flores.

Andreia Patrícia Rinaldo, superintendente municipal de Turismo, reitera que o programa abrange profissionais como garçons, iluminadores, coreógrafo, fotógrafo, cinegrafista, decorador, recepcionista, som, figurino e montagem de eventos. “Os valores variam e são de R$ 1 mil para pessoas físicas e R$ 2.500 para microempreendedores. Já para as empresas em geral, o auxílio pode ser de R$ 5 mil, R$ 7.500 e até R$ 10 mil, dependendo da pontuação alcançada no processo de avaliação das propostas”, explica Andreia, acrescentando que os valores serão repassados em cota única.

PONTUAÇÃO – Conforme Edison Estrope, secretário municipal de Indústria e Comércio, um dos critérios é o faturamento da empresa nos últimos dois anos. “Se entre 2019 e 2020, o faturamento caiu de 11% a 30% conta 5 pontos, de 31 a 50% são 10 pontos, de 51 a 70% são 15 pontos e de 71 a 100% são 20 pontos”, detalha.

continua após publicidade

Outros critérios são a quantidade de funcionários registrados em carteira (3 pontos por funcionário), pagamento de aluguel ou financiamento imobiliário (20 pontos), e tempo de abertura da empresa (5, 10, 15, 20 ou 25 pontos). “Quanto mais tempo a empresa estiver aberta mais pontos, pois entendemos que ela gerou mais empregos e pagou mais impostos”, observa Estrope.

O secretário lembra que os interessados, para ter acesso ao auxílio, precisam apresentar uma proposta viável de contrapartida ao Município. “Um garçom, por exemplo, poderá se colocar à disposição para atuar no Espaço das Feiras por um determinado período. Um músico poderá doar, em alguns eventos, a apresentação de parte do seu repertório”, ilustra Estrope.

Os interessados devem preencher o Mapeamento de Empresas e Pessoas Físicas do Setor de Eventos no site da Prefeitura (www.apucarana.pr.gov.br), enquanto a documentação deverá ser entregue presencialmente em envelope lacrado, no Cine Teatro Fênix, de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h30, até o dia 14 de maio.