Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Polícia prende suspeito de assassinar e ocultar corpo da apucaranense Maria Helena 

.

Thomas sendo preso, em Santa Catarina.
Thomas sendo preso, em Santa Catarina.

A Polícia Civil de Apucarana confirmou que Thomas de Oliveira de Melo, principal suspeito de assassinar e ocultar o corpo da manicure Maria Helena de Carvalho, que desapareceu em setembro do ano passado, foi preso na manhã deste sábado (7), em Santa Catarina. 

Segundo o delegado Marcus Felipe Rodrigues, de Apucarana, Thomas estava em uma casa em São Francisco do Sul. "Estamos em contato com a Polícia Civil de Santa Catarina, mas ele será em breve trazido para Apucarana", informou.

A irmã de Maria Helena, Maria Madalena, também confirmou que a família recebeu a informação nesta manhã. A princípio, Thomas já estava casado há quatro meses com uma outra mulher e usando um nome falso. "Essa mulher ficou desconfiada, procurou na internet e descobriu que ele era procurado e chamou a polícia, é o que eu sei até o momento. Mas o que importa é que ele foi preso. Agora esse sofrimento está perto de ter um fim, vamos finalmente descobrir o que realmente aconteceu", enfatiza. 

A família estava até organizando um protesto para pedir por Justiça, que seria realizado no dia 29/03, véspera do aniversário da Maria Helena. 

Maria Helena foi vista pela última vez no dia 11 de setembro de 2019. A Polícia Civil de Apucarana trata o caso como um feminicídio e trabalhava para tentar encontrar Thomas de Oliveira de Melo, que era marido da jovem e principal suspeito de cometer o crime, que estava foragido. 

Segundo as investigações, no dia 11 de setembro do ano passado, durante a noite, o casal teve uma discussão. No dia seguinte ela já não foi mais vista. As imagens de segurança do prédio onde o casal vivia revelaram que, no dia 12, durante a madrugada, Thomas saiu com seu veículo e retorna a pé. Ele teria deixado o carro na rua lateral do prédio. Ao amanhecer, o suspeito saiu com a filha de três anos e com o filho de Maria Helena, um menino de oito anos. 

As gravações também revelaram que ele volta para o prédio sozinho. O que chama atenção é que, entre os dias 13 e 14, ele vende alguns móveis do apartamento. No dia 15 ele sai com duas malas e desaparece.

A Polícia Civil realizou no dia 12 de novembro buscas em um terreno localizado no Núcleo Orlando Bacarin, próximo do viveiro. Denúncias informaram que o corpo de Maria Helena estaria no local, mas nada foi encontrado. 

Agora com a prisão do suspeito, a polícia deve esclarecer o que aconteceu e encontrar o corpo da jovem. 


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber