Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Apucarana

Soprap atende 10 atropelamentos de animais e recebe mais 40 denúncias de cães que fugiram no final do ano

.

A Sociedade Protetora dos Animais de Apucarana, Soprap, trabalhou muito em dezembro. Os voluntários receberam pelo menos 50 denúncias de cães que fugiram, entre as comemorações do Natal e Ano Novo.

Segundo uma das integrantes da Soprap, Marcelo Ravar, a sociedade protetora repassou várias dicas de como proteger os animais durante a queima de fogos, mesmo assim, o número de pedidos de ajuda surpreendeu. 

"Estávamos desde antes do Natal orientando, informando como as pessoas deveriam agir durante a queima de fogos, de como cuidar dos bichinhos durante as férias. É preciso que os donos dos animais tenham mais cuidado, para evitar fugas," detalha.

A protetora também revelou um número preocupante, 10 cachorros foram atropelados na cidade em dezembro,os animais foram resgatados, alguns estão na casa de voluntários, outros morreram. 

"Só no mês de dezembro a Soprap contraiu uma dívida de quase sete mil, para conseguir realizar todos os resgates. Acredito que é o primeiro ano da Soprap que resgatamos tantos animais vítimas de atropelamento. Foram muitos casos, casos críticos," enfatiza Marcele. 

A Sociedade protetora dos Animais de Apucarana (Soprap) foi constituída em abril de 1997, desde de então vem realizando um trabalho de proteção intenso na cidade. 

Para custear os medicamentos e tratamentos a Soprap conta com doações da comunidade.

"Todos animais receberam procedimentos veterinários,exames de sangue, cirurgias, anestesista, medicamentos.Enfim, os gastos são muito altos. Sem falar no pós que esses animais precisam passar para se recuperar em lares temporários que são difíceis de encontrar. Precisamos de doação para que possamos manter nosso trabalho. Quem puder nos ajudar deixar sua doação nas Farmácias: Essência, Doce Erva,ou nos procurar no Facebook," ressalta.

Em todos os casos de atropelamentos, os motoristas não prestaram socorro ao animal. "O correto seria parar, ajudar esse animal, socorrer como se fosse uma pessoal. Em um dos casos, uma pessoa que flagrou um cão sendo atropelado levou o animal para sua casa, mas o tratamento é sempre bem extenso. Quem atropelou, no mínimo tem que parar. Quem ver um atropelamento, tente anotar a placa do carro e denuncie no Canil, para a polícia, é muito triste. São muitos animais feridos," finaliza Marcele. 

As fotos dos animais que fugiram estão disponíveis no Facebook da Soprap.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber