Apucarana

Especialista dá dicas para economizar combustível

Da Redação ·
Greve dos caminhoneiros já causa falta de combustíveis em postos da região de Apucarana - Foto: Sérgio Rodrigo/TN
Greve dos caminhoneiros já causa falta de combustíveis em postos da região de Apucarana - Foto: Sérgio Rodrigo/TN

O protesto dos caminhoneiros que ocorre em todo o país afetou o fornecimento de combustível. Em Apucarana, filas de carros se formaram nos postos entre terça e esta quarta-feira (23), e a informação é que grande parte dos estabelecimentos do ramo já estão com o produto esgotado.

continua após publicidade

Pensando nisso, o gerente comercial da Ciavena, Luis Carlos Ballan, reuniu várias dicas para economizar combustível até que a situação seja normalizada. Segundo ele, a opção mais adequada é utilizar transportes alternativos. 

"Se for possível, optar por ônibus ou bicicleta. E usar o veículo somente quando for muito necessário", aconselha. 

continua após publicidade

Para quem não tem outra opção de locomoção, ele orienta o uso do GPS para encurtar o trajeto e evitar ficar parado em congestionamentos com o carro funcionando. 

"Também é importante não ligar o ar condicionado, pois gasta muito combustível", orienta o gerente comercial. 

Contudo, Ballan ressalta que o consumo também está relacionado a maneira que o motorista dirige. Ou seja, maus hábitos ao volante podem fazer o carro "beber" mais. 

continua após publicidade

Você sabia que...
Aceleradas bruscas e desnecessárias afetam muito a média de consumo do veículo.
Andar com a janela aberta interfere na aerodinâmica e no consumo, principalmente a mais de 80 km/h.
O costume de deixar o carro em ponto morto em descidas não economiza combustível. O veículo engrenado gasta menos porque a injeção corta o combustível.
Próximo aos semáforos, por exemplo, diminua a velocidade se estiver vermelho. Evite o "zigue-zague" e freadas bruscas.
A calibragem influencia diretamente no consumo e deve ser feita pelo menos a cada 15 dias.
O uso correto do câmbio deve ser suave, sem necessidade de “esticar” a marcha. Andar com uma marcha alta em baixa velocidade também aumenta o consumo.
Ao contrário do que a maioria acredita, não trafegar em altas velocidades é outra atitude eficiente para economizar. Um carro consome cerca de 20% a mais quando está a 100 km/h do que quando está a 80 km/h.

Saiba como descobrir a média de consumo:
Zere o odômetro parcial e complete o tanque;
Rode pelo menos 200 km para ter uma boa média;
Complete o tanque novamente e anote o número de litros;
Divida o total rodado em km pelo volume dos litros;
Pronto, você tem uma média de consumo (km/l);
Repita o processo e faça um histórico do consumo.

Álcool ou gasolina?
Para calcular o que compensa mais,  multiplique o preço da gasolina por 0,7. O resultado é o preço máximo que o etanol vale a pena. Por exemplo, se o litro da gasolina custa R$ 3,50, multiplique este valor 0,7. O resultado é 2,45. Então, o etanol seria vantajoso até R$ 2,44 o litro. Se for R$ 2,45, dá na mesma. Se for mais do que isso, não compensaria.