Apucarana

Jiboia de quase dois metros desaparece de serpentário em Apucarana

Da Redação ·
Jiboia macho, batizada de Thor, sumiu de serpentário - Foto: Reprodução/Facebook/Fernando Felippe
Jiboia macho, batizada de Thor, sumiu de serpentário - Foto: Reprodução/Facebook/Fernando Felippe

Uma jiboia macho, batizada de "Thor", desapareceu na noite de segunda-feira (21) de um serpentário situado no Jardim Flamingos, próximo à FAP, na zona sul de Apucarana (norte do Paraná). A cobra não venenosa tem três anos, 1,40 m de comprimento e leva na cauda um chip do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

continua após publicidade

O responsável pelo serpentário, Fernando Felippe, afirma que o réptil é dócil  e pede para que ninguém faça mal à jiboia caso o animal seja encontrado. "Essa cobra é usada em estudos e pesquisas e quem encontrá-la pode telefonar para 999765978 que eu vou buscar o Thor imediatamente", frisa. 

A jiboia
A jiboia-constritora (Boa constrictor) ou simplesmente jiboia é uma serpente que pode chegar a um tamanho adulto de 2 metros (Boa constrictor amarali) a 4 metros (Boa constrictor constrictor), raramente chegando a este tamanho máximo. 

continua após publicidade

Existe no Brasil, onde é a segunda maior cobra (a maior é a sucuri) e pode ser encontrada em diversos locais. Detecta as presas pela percepção do movimento e do calor e surpreende-nas em silêncio. Alimenta-se de pequenos mamíferos (principalmente ratos), aves e lagartos que matam por constrição, envolvendo o corpo da presa e sufocando-a.

Gosto por criação
Fernando Felippe acrescenta que sempre gostou de criar animais. "Tenho um casal de jiboias e também crio corujas, tudo legalizado e autorizado pelo Ibama, que estabelece normas para essa atividade. Também crio ratos para alimentar as cobras e recentemente comprei um gavião", completa.

Jiboia de quase dois metros desaparece de serpentário em Apucarana fonte: Reprodução