Facebook Img Logo
  1. Banner
Paulo Cruz
Paulo Cruz

A construção do desenvolvimento econômico local regional

Em relação ao desenvolvimento, as instituições têm seu espaço garantido, participando por meio da indução do processo de desenvolvimento. É preciso salientar que o desenvolvimento é um processo e que precisa ser constantemente calibrado. O desenvolvimento, de modo geral, avançou em questões geográficas em relação às micro e macro regiões e é a partir da integração de uma região, pequena, média, ou grande que se intensifica a atividade comercial entre produtores e consumidores, desde o produto mais simples em sua forma artesanal até o produto industrial mais complexo e bem elaborado existente.


Existem políticas direcionadas às áreas específicas e é possível indicar então que o desenvolvimento econômico, depende fortemente de políticas de planejamento - de indução para o desenvolvimento - implementadas de forma central, de cima para baixo, quando existe baixa participação popular; e, de baixo para cima com a presença de forte participação popular, quando as comissões passam a ser ouvidas, lá no interior do bairro - de determinada cidade, ou pequena região - microrregião com pequeno número de municípios, por meio de suas associações, ou macrorregião com expressivo número de municípios, envolvendo as regiões metropolitanas.

As prefeituras, ou regiões metropolitanas, bem coordenadas podem construir um Plano de Desenvolvimento Local, Regional e até chegar a um Plano Nacional de Desenvolvimento (PND). A participação popular depende muito da forma específica da organização de cada sociedade, da visão de seus dirigentes e da coesão e unidade social que essa sociedade possui, envolvendo associações diversas no planejamento, traçando os objetivos com prazos a serem buscados.

Deve-se envolver todos os atores presentes, pois o processo de desenvolvimento exige unidade, imbricamento de todos os atores presentes, independente do tamanho da sociedade que se queira promover. Para isso, precisa-se de coordenação coesa, com todos os agentes juntos, envolvidos no processo de promoção do desenvolvimento local-regional.

Outro importante aspecto é a participação. Os agentes que vivem nas áreas locais são os que sabem do que necessitam, por isso a participação da comunidade local é importante, para que as políticas aplicadas obtenham respostas e respaldo daqueles aos quais elas são direcionadas. Outro aspecto não menos importante é a abordagem multidisciplinar, para as questões que estão presentes e envolvidas no processo. Aqui se deve considerar, não só as necessidades primárias de uma pequena comunidade, mas também no âmbito micro e macro, do funcionamento dos mercados, da integração das instituições e das organizações empresariais, todos juntos trabalhando para um objetivo acordado.


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo.
Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Paulo Cruz
Paulo Cruz
Doutor em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), professor do Departamento. de Economia da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), campus de Apucarana.
×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber