Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

NASA tem sistema para alertar sobre impactos de asteroides com 5 dias de antecedência

Loading...

AMEAÇA DE ASTERÓIDES

NASA tem sistema para alertar sobre impactos de asteroides com 5 dias de antecedência

Cientistas da NASA, a agência espacial norte-americana, criaram um sistema de alerta para um eventual possibilidade, que pode, com quase 100% de garantia, detectar qualquer asteroide cinco dias antes de ele se aproximar da Terra, conforme matéria postada no portal do Universe Today. Assim, a humanidade teria como se preparar para enfrentar um eventual apocalipse.

Durante últimas décadas, cientistas de todo o mundo têm vigiado ativamente os asteroides próximos da Terra e conduzido uma espécie de censo cósmico, na tentativa de entender até que pontos esses corpos celestes são perigosos para a humanidade. No espaço próximo à Terra há tantos asteroides  que os astrônomos tiveram de criar uma tabela especial para avaliar a hipótese de um deles atingir a Terra.

Apesar do grande número de asteroides descobertos nos últimos anos com a ajuda de telescópios terrestres e do observatório WISE (Explorador Infravermelho de Campo Amplo), muitos asteroides grandes e inúmeros objetos espaciais menores (do tamanho mais ou menos igual ao do meteorito que caiu em Chelyabinsk em fevereiro de 2013), há muitos outros que ainda não foram descobertos.

Cinco mil asteroides conhecidos
De acordo com o relatório publicado pela NASA, até hoje se conhecem cinco mil asteroides com diâmetro aproximado de uma centena de metros, enquanto se estima que o número total de asteroides seja de dezenas de milhares. O número de corpos objetos menores dentro do cinturão principal de asteroides pode ser ainda maior e chegar a um milhão

Foto: Reprodução/Flickr

É por este motivo que a NASA e outras agências espaciais estão trabalhando ativamente para desenvolver sistemas de detecção de asteroides antes de eles atingirem a terra e criar infraestruturas de defesa espacial.O primeiro produto desse tipo foi o sistema Scout, desenvolvido na NASA e testado com sucesso em novembro do ano corrente. 

Ao usar o telescópio automático PAN-STARRS, Scout conseguiu detectar o asteroide 2016 UR36 cinco dias antes do seu encontro com o nosso planeta, calcular o seu diâmetro (entre 5 e 25 metros) e determinar a distância entre o corpo celeste e a Terra.

Explosão no céu
Câmeras de monitoramento captaram imagens quando um meteorito explodiu nos céus da região de Chelyabinsk, Urais, Rússia, em 15 de fevereiro de 20013. Segundo especialistas, é possível que o meteorito fosse formado de gelo e explodiu a cerca de 80km do solo.

O número de afetados pela queda do meteorito na região de Chelyabinsk chegou a 514 pessoas, conforme o centro de imprensa da direção provincial do Ministério das Situações de Emergência da Rússia. Onze delas foram hospitalizadas, incluindo duas crianças.

Medidas adequadas
O prazo de cinco dias pode parecer curtinho e insuficiente para destruir asteroides potencialmente perigosos, mas antigamente os cientistas eram capazes de detectar esse risco apenas algumas horas antes de sua queda na superfície da Terra. Com cinco dias de antecedência, seria possível prever os eventuais prejuízos e tomar as medidas adequadas para a saída dos habitantes da respetiva área onde o corpo celeste cairá.

Com informações do portal Universe Today

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias