Vale do Ivaí

Voluntários produzem fraldas geriátricas em Ivaiporã; assista

Toda a produção é repassada gratuitamente para pessoas necessitadas do município que fazem o cadastramento na Casa das Fraldas

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Todas as segundas-feiras pela manhã e nas terças, quartas e quintas-feiras à noite um grupo animado de voluntários se reúnem e produzem 5 mil fraldas geriátricas, em média ao mês, em Ivaiporã. Veja o vídeo abaixo. 

continua após publicidade

Toda a produção é repassada gratuitamente para pessoas necessitadas do município que fazem o cadastramento na Casa das Fraldas. Hoje são 240 famílias cadastradas que retiram as fraldas durante a semana.

De acordo com o voluntário, Paulo Cardoso de Oliveira, que trabalha nas segundas-feiras, das 9 às 12 horas, preparando as mantas para a confecção das fraldas, o trabalho é realizado há cinco anos e é uma iniciativa da Fundação Beneficente de Ivaiporã que administra a Casa das Fraldas e disponibiliza todo o suporte necessário para a atuação ao grupo de voluntários.

continua após publicidade

Nas terças e quintas-feiras o trabalho é realizado pelas equipes, estudantes, clubes de serviços, empresários, funcionários de empresas e integrantes de movimentos religiosos. “Inclusive, temos uma equipe de voluntários do asilo, na semana que eles trabalham, eles levam as fraldas confeccionadas para os idosos do próprio asilo”, explica.

Segundo o voluntário Herivelto Martins Galves, a fabricação das fraldas é relativamente simples de ser executada, e o resultado é gratificante. “Vale a pena contribuir e ajudar”. Mesma sensação compartilhada com o voluntário Adir Martins Costa. “Muito Bom estar aqui”.

Fundação Beneficente de Ivaiporã

continua após publicidade

A fundação é formada por um grupo de amigos, além de alguns empresários da cidade que fazem a doação de recursos, através de pagamentos de carnês. Em média é arrecadado cerca de 4 mil reais por mês para compra da matéria prima.  

“A cada 90 dias fazemos compra de R$ 12 mil de materiais para a confecção das fraldas. Não tem salário, nem verba de governos é tudo comprado com essa arrecadação. O problema, é que nos últimos tempos subiu muito o preço da matéria prima, inclusive, agora o material está acabando e não temos a verba total para pedir uma outra remessa de material para continuar trabalhando”, destaca Cardoso.

Quem tiver interesse e quiser contribuir financeiramente com a Casa das Fraldas ou dedicar algumas horas ao voluntariado, pode manter contato com  o presidente da fundação José Carlos Pinto, através do celular (43) 9 9916-9495 ou diretamente com o coordenador do projeto da Casa das Fraldas, Marco Aurélio Paiva Lousada  todas as  terças, quartas e quintas-feiras das 18 às 20 horas na Casa das Fraldas. Veja:     null - Vídeo por: Reprodução   

continua após publicidade




GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News