Vale do Ivaí

TRE-PR acolhe recurso e garante mandato do prefeito

Advogado diz que decisão afastaria qualquer risco de cassação do mandato de Hermes Wicthoff e da vice, Tânia Cristina de Macedo

Da Redação ·
o prefeito de Mauá da Serra, Hermes Wicthoff, teve acolhido recurso junto ao TRE/PR
fonte: TNonline/arquivo
o prefeito de Mauá da Serra, Hermes Wicthoff, teve acolhido recurso junto ao TRE/PR

A disputa judicial em torno do mandato do prefeito de Mauá da Serra, Hermes Wicthoff (PSD), e da vice, Tânia Cristina de Macedo (DEM), teve um novo desdobramento, com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/PR), em 28 de março. O TRE acolheu recurso, o que afastaria a cassação do seu mandato eletivo.

continua após publicidade

Conforme o advogado do prefeito, Maurício Carneiro, a decisão coloca fim aos questionamentos judiciais sobre o mandato. “O prefeito continuará a exercer de forma tranquila e normal o seu mandato até o final, conforme a escolha feita nas urnas pela população de Mauá da Serra”, diz.

Segundo o advogado, “o TRE  corrigiu uma enorme ilegalidade cometida contra o Hermes e a população de Mauá da Serra, fazendo justiça com sua manutenção definitiva ao cargo para o qual foi eleito”.

continua após publicidade

Os diplomas do prefeito de Mauá da Serra, Hermes Wicthoff (PSD), e de sua vice Tânia Cristina de Macedo de Lima (DEM), reeleitos em 15 de novembro de 2020, foram cassados pela Justiça Eleitoral, em junho do ano passado. A ação judicial denunciava o prefeito e sua vice por abuso de poder político e de autoridade.

O prefeito Hermes é acusado de ter contratado irregularmente pelo menos 16 trabalhadores em novembro de 2020, uma semana antes das eleições, para atuarem em serviços diversos da Prefeitura. A contratação teria sido feita com base na Lei Municipal de Frente de Trabalho.

Em entrevista ao TNOnline na tarde desta segunda-feira (4), o prefeito Hermes Wichtoff afirmou que já esperava pelo resultado positivo nos tribunais. Ele lembra que foram duas denúncias sobre o mesmo tema, uma do Ministério Público (MP) derrubada em janeiro e outra de adversários políticos na semana passada. Nos dois casos, o prefeito assinala que obteve vitória no TRE-PR por unanimidade.

“Em nenhum momento, nós desrespeitamos a lei. Pelo contrário. Estou na minha quarta gestão como prefeito e sempre agi com muita sinceridade, atuando conforme a legislação manda. Continuo de cabeça erguida”, diz. Ele acrescenta que poderá concluir agora o mandato com tranquilidade, sem a preocupação da ação judicial. “Agora é seguir a vida e trabalhar ainda mais pelo município”, completa.