Vale do Ivaí

Tempo seco preocupa produtores de soja e milho

Em novembro as precipitações foram de apenas 19 mm

Da Redação ·
Em novembro as precipitações foram de apenas 19 mm
fonte: TN Online
Em novembro as precipitações foram de apenas 19 mm

Dados de Departamento de Economia Rural (Deral), do Núcleo Regional de Ivaiporã da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seab) mostram que 100% da área estimada para o plantio de soja e milho para a safra 2021/22 foram concluídas.   Porém, chuvas muito abaixo da média em novembro acende o sinal de alerta dos produtores dos 15 municípios da regional.

continua após publicidade

Segundo o engenheiro agrônomo Sergio Carlos Empinotti, do Deral, em novembro as precipitações foram de apenas 19 mm. “Nos últimos dias, tivemos algumas pancadas de chuva, mas, a distribuição foi irregular e os volumes, pequenos. Com isso aí, já se espera um produção um pouco inferior em relação à safra passada”.

Caso o tempo continue quente e seco, a possibilidade de mais perdas é certa para as lavouras. “Se houver tempo normal, com chuvas e boa insolação a partir de agora e em janeiro, nós teremos um produção igual à da temporada passada, não superior”, destacou Empinotti. Para esta safra a previsão do Deral é que a média de produtividade fique em torno de 3.600 quilos de soja por hectare. Na última safra a média regional foi de 3.690 quilos.

continua após publicidade

Na safra 2020/2021 o plantio da soja nos municípios da regional foi em área de 168 mil hectares a produção foi 620 mil toneladas. Nesta temporada o grão foi plantado em área de 171 mil hectares.

Ainda segundo Empinotti, também houve problemas relacionados a fertilizantes no plantio da soja. “Nem todos os produtores conseguiram os insumos adequados na hora certa, com isso, pode ter tido algum problema no plantio, que veremos mais para frente”, disse.

A falta de chuva também pode afetar as lavouras de milho. Na última safra os produtores colheram em área de quase 4.4 mil hectares 36.282 toneladas. Nesta safra o grão foi plantado em 5 mil hectares. A média histórica de produtividade do milho na regional é de 8.8 mil quilos por hectare.