Tribuna do Norte Online
Saiba Agora
Últimas notícias
    Você está em

    Região

    Santuário celebra sem romeiros pela primeira vez no Dia de Santa Rita de Cássia

  • Tradicionalmente, a Festa de Santa Rita de Cássia é comemorada durante todo o mês de maio
    Foto por TNOnline
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 22/05/2020 Editado em 22/05/2020

    Nesta sexta-feira (22) é comemorado o dia de Santa Rita de Cássia, a santa das causas impossíveis. Pela primeira vez, em 26 anos, as ruas de Lunardelli e o santuário dedicado à santa vão amanhecer vazios, sem a movimentação dos ônibus e das pessoas,  por conta do cancelamento das romarias em razão do novo coronavírus. 

    Tradicionalmente, a Festa de Santa Rita de Cássia é comemorada durante todo o mês de maio, levando milhares de romeiros ao município. Todos os anos, cerca de 30 mil pessoas passam pela cidade no final de semana mais próximo da data. O cancelamento do evento interfere diretamente no comércio local, que tem no turismo rural uma das principais fontes de renda do município. 

    Segundo o reitor do Santuário de Santa Rita de Cássia, padre Celio Tarosso, com a suspensão da festa e cumprindo o decreto de lei municipal que recomenda o isolamento social, o santuário disponibilizou conteúdo via internet para que os romeiros pudessem cumprir a devoção à Santa Rita de Cássia. A programação teve início no dia 13 com a celebração das novenas que foram transmitidas via internet. 

    “É algo totalmente diferente porque em 26 anos de novena nunca houve uma situação assim, sem a presença de romeiros. Com a autorização da Prefeitura e da Secretaria Municipal de Saúde realizamos as novenas apenas com os moradores da cidade”, comenta.

    Mesmo assim, segundo o reitor, o santuário foi preparada para receber as pessoas que não estão no grupo de risco. Apesar da igreja ter capacidade para 2 mil pessoas, os bancos foram retirados, foram dispostas cadeiras com distanciamento de dois metros para receber cerca de 120 fiéis.   

    “As pessoas vinham com máscaras e, na entrada da igreja, era feita a higienização com álcool e também feita a aferição da temperatura do corpo da pessoa, que é uma das exigências do decreto municipal e foi transmitida pelo nossos meios de comunicação do Santuário. Para este dia 22, vamos seguir o mesmo padrão das novenas, apenas para o público local, mas também com transmissão pelas rádios e televisão aqui da região”. 

    A primeira missa nesta sexta acontece às 10 horas, às 11 horas haverá uma live no canal do Youtube da Diocese de Apucarana com a presença do cantor Célio José. Às 15 horas e 19h30, missas com transmissão dos canais de comunicação do Santuário e da região.   

    “A gente se entristece sem a presença e a proximidade das pessoas. Durante todo esse período estamos orando a Deus para que essa pandemia seja controlada e erradicada. E hoje com certeza, o dia será voltado para vencermos essa pandemia sob o olhar de Santa Rira de Cássia”, afirma. 

    O aposentado José Roberto da Silva, que foi flagrado pela reportagem ontem sozinho em frente ao altar disse que se sentia muito triste em ver a cidade vazia. “Para Lunardelli é uma perda grande. Tenho os parentes e amigos que trabalham que estão sendo muito afetados com essa situação. Lunardelli sem os romeiros acaba, mas vai passar e voltar tudo ao normal”, comenta.  

    Comércio Parado

    Fora do Santuário, tristeza e preocupação também dos comerciantes e artesãos que trabalham nos arredores e na feira livre que é montada na praça nos finais de semana e durante os dias da festa.

    É o caso da artesã e comerciante Naiara Fernanda Rosa da Luz que tem uma loja de produtos religiosos em frente à praça da igreja. “Isso tem trazido muitas dificuldades não só para mim que trabalha com artigos religiosos, mas para todo o comércio, já que o turismo religioso movimento o comércio de Lunardelli. Numa época como está, em anos anteriores tinha pelo menos mais uma diarista ajudando nas vendas, hoje estou sozinha e praticamente não atendo quase ninguém”.

    Edison Cordeiro, dono de uma sorveteria também em frente ao Santuário diz que os prejuízos por conta do novo coronavírus são incalculáveis. Ele relata que o comércio da cidade ficou fechado por cerca de 30 dias e só foi reaberto há aproximadamente 10 dias. “Só que o movimento é zero. O mês de maio para os comerciantes aqui da cidade sempre foi a principal data de vendas, por conta do movimento dos romeiros, foi um mês perdido.  Era esse movimento de maio que nos ajudava a passar os próximos meses que fica mais frio. Se no ano passado fiquei sem vender sorvete por 90 dias, este ano será 120 dias”. 

    Quadro de artista participou de exposição em Dubai

    Quadro de artista participou de exposição em Dubai

    TNTV

    Quadro de artista participou de exposição em Dubai

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!

    Deixe seu comentário sobre: "Santuário celebra sem romeiros pela primeira vez no Dia de Santa Rita de Cássia"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

    Principais matérias