Vale do Ivaí

Região chega a nove municípios com epidemia de dengue

Rio Bom entra na lista de municípios com quadro epidêmico da doença, quando o índice é superior a 300 casos para cada 100 mil habitantes

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
É considerado quadro epidêmico quando o índice é superior a 300 casos para cada 100 mil habitantes.
fonte: Arquivo/TN
É considerado quadro epidêmico quando o índice é superior a 300 casos para cada 100 mil habitantes.

Mais um município da região está em situação de epidemia de dengue, segundo o boletim epidemiológico semanal divulgado nesta terça-feira (5) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa-PR). É Rio Bom, que confirmou dez casos da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. São agora nove cidades nessa situação na área de abrangência da 16ª Regional de Saúde (RS), de Apucarana.

continua após publicidade

É considerado quadro epidêmico quando o índice é superior a 300 casos para cada 100 mil habitantes. Rio Bom atingiu a marca de 312,21, segundo levantamento da Sesa-PR.

Também estão com epidemia Arapongas (2.876 casos); Borrazópolis (42 casos); Bom Sucesso (94 casos); Faxinal (131 casos); Grandes Rios (56 casos), Jandaia do Sul (189 casos), Marumbi (699 casos) e Sabáudia (67 casos).    

continua após publicidade

Há casos confirmados na região em mais oito cidades: Apucarana (246), Califórnia (11), Cambira (24),  Kaloré (10), Marilândia do Sul (33), Mauá da Serra (5), Novo Itacolomi (4) e São Pedro do Ivaí (21). A região somou 182 novos casos da doença, segundo o boletim semanal. 

O enfermeiro Leandro Benedito, coordenador da atenção básica de Rio Bom, afirma que o resultado gera alerta. No entanto, ele afirma que o município vem realizando um trabalho permanente de combate ao mosquito transmissor da doença, com ações de bloqueio, mutirões de limpeza e eliminação de criadouros do Aedes aegypti.

O último Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) apontou infestação de 5,8% na cidade, enquanto o recomendável é abaixo de 1%. “A gente está trabalhando para evitar o aumento de casos. Além dessas ações nas ruas, nós focamos na orientação, informando a população sobre os riscos’', explica o enfermeiro.

continua após publicidade

PARANÁ

Mais 5.514 novos casos e seis mortes por dengue foram confirmados no Paraná nesta terça-feira (5), conforme a Secretaria estadual da Saúde.

No atual período sazonal da doença, iniciado em 1º de agosto de 2021 e que segue até o fim deste mês, o Estado soma 71 mortes. São 115.634 casos confirmados, 25.566 em investigação e 235.388 notificações.

continua após publicidade

As seis mortes confirmadas nesta terça-feira aconteceram entre os dias 5 e 27 de maio de 2022. São três mulheres e três homens, com idades entre 27 e 87 anos. Dois deles tinham comorbidades. As mortes foram registradas nas cidades de Cascavel (2), Pontal do Paraná (1), Foz do Iguaçu (1), Japurá (1) e Bela Vista do Paraíso (1).

Ainda segundo a secretaria, dos 385 municípios com notificações, 356 tiveram casos confirmados. Além disso, 314 registraram autoctonia, ou seja, quando a dengue é contraída no município de residência.

O mosquito Aedes aegypti também é responsável pelo zika vírus e chikungunya. Durante este período não houve registro de casos de zika. Foram registrados 22 casos de febre chikungunya confirmados, sendo oito autóctones e 14 importados.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News