Vale do Ivaí

Projeto do IFPR de Ivaiporã realiza plantio de árvores

Foram plantadas 120 árvores de 19 espécies nativas frutíferas do Paraná.

Da Redação ·

O campus do Instituto Federal do Paraná (IFPR) de Ivaiporã iniciou nesta semana o projeto de extensão “O Bosque como espaço de integração social e formação do sujeito ecológico”. Neste primeiro momento foram plantadas pelos servidores, terceirizados e por cada turma da instituição 120 árvores de 19 espécies nativas frutíferas do Paraná.

continua após publicidade

O projeto de extensão tem a coordenação das professoras, bióloga Mariana Closs Salvador Shiinoki   e da engenheira agrônoma Ellen Rúbia Diniz. O  bosque tem por finalidade de aprofundar os conhecimentos sobre as espécies arbóreas plantadas e relacionar os saberes a tecnologia.

Conforme a professora Mariana, todas as árvores plantadas tem placa de identificação   com o nome comum, científico, nome do padrinho que plantou e um Código QR (Código de Resposta Rápida), que possibilitará o acesso a informações mais detalhadas sobre a espécie. “Queremos despertar essa vontade de cada um cuidar de sua árvore e tem o QR Code que vai direcionar ao site do IFPR, para conhecer um pouquinho mais sobre aquela espécie que está plantada”, disse.

continua após publicidade

Um dos anseios do projeto, é que no futuro, os alunos ao ingressarem no campus de Ivaiporã realizem o plantio para acompanharem o crescimento e desenvolver uma consciência ecológica, e a importância da preservação das espécies. “Projeto que vai ao encontro do desenvolvimento institucional do IFPR” assinalou Mariana.  Ela explicou ainda, que também serão realizadas avaliações periódicas da sobrevivência e crescimento das espécies, bem como a observação dos animais visitantes.

Segundo Ricardo de Souza, diretor geral do campus, espera-se que a partir dessas ações e com a atuação direta com o cuidado do bosque e vivências neste ambiente, seja possível gerar novas e promissoras perspectivas sociais e educacionais.

“É uma ação bem interessante do ponto de vista ambiental, já que também estamos recuperando uma área que era um pouco degradada.  E está no rol das ações que temos aqui no campus para integrar essa questão de sustentabilidade e preservação ambiental, tais como, a produção de energia solar, gerenciamento dos resíduos solido e aproveitamento de água da chuva”.

O estudante Daniel Augusto dos Santos, do curso de engenharia agronômica, que faz parte do projeto ambiental, diz que se sente muito feliz em participar de um projeto, que visa a conscientização ambiental. “Isso acaba envolvendo as pessoas nesse meio ambiental e partir do momento em que constroem o conhecimento sobre a realidade vivenciada e experimentada, acredito que começa a ter também a responsabilidade com o meio ambiente”.