Vale do Ivaí

Prefeitos voltam a cobrar retorno de ônibus intermunicipais

Segundo os prefeitos, há mais de um ano a empresa Nordeste, que fazia a interligação das pequenas cidades do Vale do Ivaí com Londrina e Apucarana deixou de prestar este tipo de serviço

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Prefeitos voltam a cobrar retorno de ônibus intermunicipais
fonte: Reprodução

Alguns prefeitos da Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi) e da Associação dos Municípios do Centro do Paraná (Amocentro), estiveram reunidos nesta segunda-feira, em Curitiba, com o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex. Eles pediram ajuda no sentido de que seja retomado o transporte coletivo intermunicipal de várias cidades que hoje estão desassistidas com este tipo de serviço, entre elas, Grandes Rios, Rosário do Ivaí, Rio Branco do Ivaí, Cruzmaltina, Jardim Alegre, Lidianópolis e Novo Itacolomi. Uma reunião idêntica a essa, com o mesmo objetivo, já foi realizada em janeiro deste ano no Departamento de Estradas de Rodagem (DER), porém até agora não houve uma solução.

continua após publicidade

Segundo os prefeitos, há mais de um ano a empresa Nordeste, que fazia a interligação das pequenas cidades do Vale do Ivaí com Londrina e Apucarana deixou de prestar este tipo de serviço público. Com isso, moradores estão sem um meio de transporte coletivo para se deslocar de uma cidade para outra. “Nosso povo está sofrendo muito com a falta de uma linha de ônibus intermunicipal que atenda às suas necessidades no dia a dia”, a firma o prefeito de Jardim Alegre, José Roberto Furlan (Cidadania), que participou do encontro. Segundo ele, hoje para um morador de Jardim Alegre, Lidianópolis e demais do Vale do Ivaí se locomover de uma cidade para outra tem que pagar uma van particular, um táxi ou ainda pegar carona com algum ônibus de prefeitura. “Mas nas condições que estamos vivendo hoje, quem consegue arcar com esse alto custo?”, indaga o prefeito.

Furlan observa que existe uma empresa que faz a linha de Ivaiporã a Jandaia do Sul, ou seja, a Princesa do Ivaí/Viação Garcia, que passa por Jardim Alegre, Lunardelli e demais cidades desta rota até Jandaia do Sul. Mas a outra parte do Vale do Ivaí está completamente desassistida. 

continua após publicidade

Ele acrescenta que a Viação Garcia tem uma linha de Ivaiporã a São Paulo, porém não para nas cidades pequenas do Vale para pegar passageiros, o ônibus só para em Londrina. “Quem de nós quiser viajar de ônibus para São Paulo tem que pegar um táxi e ir até Ivaiporã”, informa.

Do Vale do Ivaí, além de Furlan estiveram na reunião os prefeitos de Rio Branco do Ivaí, Pedro Taborda Desplanches (MDB), e de Rosário do Ivaí, Ilton Kuroda (PSD), enquanto outras prefeituras mandaram secretários.

O encontro foi acompanhado pelos deputados estaduais Alexandre Curi (PSB) e Tercílio Turini (Cidadania), que se comprometeram a trabalhar visando a solução desse problema junto às empresas de ônibus e ao DER e ao DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).Também ficou decidido que o DER, no ato representado por uma técnica, poderá fazer uma chamada pública para reabertura das linhas. Nem que para isso participem apenas pequenas empresas de ônibus interessadas na retomada do serviço público de transporte coletivo.

Texto, Edison Consta